home > notícias

NEGÓCIOS E ECONOMIA

27/04/2018

Portugal escolhido em detrimento da Roménia e Espanha para acolher Natixis [Portugal]

A responsável do Natixis em Portugal, Nathalie Risacher, revelou hoje que aquele banco de investimento francês escolheu Portugal, nomeadamente o Porto, para instalar o seu centro tecnológico em detrimento da Roménia e Espanha, que também estiveram na corrida.

"Procurávamos um local para as nossas instalações de suporte [tecnológico], sabíamos que queríamos que fosse na Europa e ficámos com três países na nossa lista: Roménia, Espanha e Portugal", afirmou a responsável durante o almoço/debate "Le Portugal, 'hub' des centres de compétences: le cas de Natixis", organizado no Porto pela Câmara de Comércio e Indústria Luso-Francesa em parceria com a Associação Nacional de Jovens Empresários (ANJE).

Segundo explicou, a opção por Portugal resultou de uma conjugação de vários fatores, nomeadamente "a proximidade geográfica e cultural com França", os custos financeiros, a qualificação e cultura internacional dos trabalhadores e o "ecossistema empresarial" do país, com um elevado número de 'startups' em fase de desenvolvimento.

Contudo, salientou, a questão financeira não foi o fator decisivo, caso contrário a opção não teria recaído em Portugal, mas na Roménia, que "era mais barata".

Já a escolha do Porto em detrimento da capital, Lisboa, foi explicada por Nathalie Risacher pela "maior margem de manobra" existente a vários níveis, nomeadamente imobiliário, que permitiu ao Natixis mais facilidade em encontrar o espaço de três pisos de escritórios que atualmente ocupa no centro da cidade Invicta.

Inaugurado formalmente no passado dia 07 de março, numa cerimónia onde participaram o presidente do Conselho de Administração da empresa, Laurent Mignon, e o primeiro-ministro português, António Costa, o centro tecnológico do Natixis no Porto está em operação há já cerca de um ano.

Conforme adiantou hoje Nathalie Risacher, as instalações do Porto empregam atualmente "quase 350 colaboradores", sendo o objetivo atingir "os 700 no fim do próximo ano" (2019).

O Natixis é a divisão internacional de banca empresarial e de investimento, gestão de ativos, seguros e serviços financeiros do Groupe BPCE -- Banque Populaire & Caisse d'Epargne, atualmente o segundo maior grupo bancário em França, com presença em 38 países.

Segundo o despacho, publicado em 22 de março de passado, que aprovou a concessão de incentivos financeiros pelo Governo português ao Natixis para instalação do centro tecnológico do Porto, este terá implicado um investimento de 23,5 milhões de euros, prevendo-se que em 2026 o valor acumulado (desde 01 de janeiro de 2017) de vendas e prestação de serviços e o valor acrescentado bruto do projeto atinja cerca de 317,1 e 240,7 milhões de euros, respetivamente.

No seu discurso no dia da inauguração oficial da sucursal do Porto, o presidente do Conselho de Administração da empresa, Laurent Mignon, assegurou que "Portugal foi uma escolha óbvia para criar um centro de 'expertise' e tecnologias de informação" do Natixis, dado o "ambiente de inovação e empreendedorismo", que "encaixa no DNA" da empresa.

Apresentada como um "centro de excelência em IT", a unidade do Porto fornece "soluções inovadoras de suporte às operações do Natixis em todo o mundo", apoiando quatro unidades principais: banca empresarial e de investimento, banca de retalho, infraestrutura e segurança e funções de apoio.

Fonte: Diario de Notícias



NOTÍCIAS RELACIONADAS
13/11/2018
Governo vai reformular seguro para exportações [Brasil]
13/11/2018
Portugal registou uma das maiores descidas na taxa de desemprego em setembro [Portugal]
13/11/2018
Faturamento do setor de serviços em SP vai a R$ 29,3 bi e bate recorde [Brasil]
13/11/2018
Infraestruturas de Portugal já investiu até setembro mais que em todo ano de 2017 [Portugal]
13/11/2018
Produção na construção cresceu 4,2% em setembro [Portugal]
13/11/2018
Portugal está entre os melhores destinos para gozar a reforma [Portugal]