home > notícias

MUNDO

08/05/2018

Embaixada de Portugal em Brasília celebra lusofonia com encontro literário

O Camões – Centro Cultural Português em Brasília e a Cátedra Agostinho da Silva irão promover, no dia 9 de maio, quarta-feira, às 19h, um encontro literário com a presença dos escritores João Pinto Coelho (Portugal) e Dany Wambire (Moçambique), informou o Camões em comunicado.

Esta atividade está inserida no programa de celebrações do Dia da Língua Portuguesa e da Cultura da CPLP.

Os escritores irão aproveitar para falar de temas ligados à Língua Portuguesa, as suas trajetórias literárias e sobre os livros que publicaram.

Haverá uma mesa redonda, com mediação da professora Lúcia Helena Ribeiro, do Departamento de Teoria Literária e Literaturas da Universidade de Brasília (UNB).

O evento terá entrada livre e os livros estarão à venda no local.

 

João Pinto Coelho

João Pinto Coelho é formado em Arquitetura e professor de Artes Visuais.

Em 2014 publicou o seu romance de estreia “Perguntem a Sarah Gross”, do Prêmio LeYa na edição daquele ano.

Em 2017 venceu o Prêmio LeYa, o maior para uma obra inédita escrita em língua portuguesa, com um valor pecuniário de cem mil euros, com o romance “Os Loucos da Rua Mazur”, sendo escolhido entre quatrocentos originais, de dezoito países, por um júri presidido por Manuel Alegre, e constituído pelos escritores Nuno Júdice e Pepetela, pelo crítico literário José Castello, pelo professor da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra José Carlos Seabra Pereira, pelo reitor do Instituto Superior Politécnico e Universitário de Maputo, Lourenço do Rosário, e pela professora da Universidade de São Paulo, Rita Chaves.

 

Dany Wambire

Dany Wambire, nascido Danito Gimo da Graça Avelino, a 1 de junho de 1989, em Manica (os pais são de Sofala). Cedo se tornou órfão, de pai aos 10, e de mãe aos 12 anos. Formou-se em professorado pelo então Instituto Nacional de Educação de Adultos (2006-2007), e foi trabalhar para o distrito de Machanga (2008), onde lhe foi diagnosticado o vírus da escrita.

Tem dezenas de textos publicados, entre os anos de 2011, 2012 e 2013, em alguns dos principais jornais do País, nomeadamente: em O País, em verdade, no Diário de Moçambique e na Revista Moçambicana e Lusófona Literatas.

Licenciado em Ensino de História, com Habilitações em Geografia, pela Universidade Pedagógica de Moçambique, Dany Wambire, atualmente, sem dar férias ao escritor, é professor primário, na Beira, e diretor da Revista literária “Soletras – A sopradora de Letras”.

 

Dia da Língua Portuguesa

A 5 de maio comemorou-se o Dia Internacional da Língua Portuguesa e da cultura pelos países lusófonos. A data foi oficializada em 2009, no âmbito da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), com o propósito de promover o sentido de comunidade e de pluralismo dos falantes do português.

Na ocasião, Governos e sociedade civil celebram a relevância do idioma como parte da identidade dos povos lusófonos.

A comemoração possibilita chamar atenção para as questões idiomáticas e culturais da lusofonia, gerando uma integração entre os povos desses nove países.

O Dia Internacional coloca em evidência o fato de que o português é a quinta língua mais falada no mundo, a terceira mais falada no hemisfério ocidental e a mais falada no hemisfério sul.

Fonte: Portugal Digital



NOTÍCIAS RELACIONADAS
13/11/2018
Homenagem a Sophia de Mello Breyner abre Festival Internacional
13/11/2018
Conferência Why Portugal analisa 'estado da arte' da exportação de música portuguesa
13/11/2018
Biografia de José Saramago é apresentada em Lisboa
13/11/2018
Empresas portuguesas com participação recorde na feira Equiphotel em Paris
13/11/2018
Museu do Fado celebra 20 anos com exposição sobre Maria Teresa de Noronha
13/11/2018
Japão recebe evento dedicado a Portugal