home > notícias

MUNDO

24/07/2018

Conselho da Diáspora Portuguesa e agência Lusa celebram protocolo de parceria

O Conselho da Diáspora Portuguesa e a agência Lusa celebraram esta semana um protocolo para «incentivar a motivar um maior contacto entre os portugueses» no exterior.

Na véspera da primeira edição do Eurafrican Forum, que se realizou em Cascais, os presidentes do Conselho da Diáspora Portuguesa e da agência Lusa assinaram o acordo que pretende ser «um instrumento e uma parceria importantíssima» entre as duas instituições, disse o responsável daquela organização não-governamental, Filipe de Botton.

«O Conselho da Diáspora Portuguesa está presente em 25 países, tem 94 membros de várias áreas, e a possibilidade de poder fazer chegar a mensagem dos conselheiros, através da Lusa, a outros recetores nomeadamente em Portugal, de poder criar, incentivar e motivar um maior contacto entre os portugueses que estão fora e com os de dentro», declarou Filipe de Botton.

Durante a cerimónia, o responsável afirmou que o acordo com a agência Lusa é «uma credibilização de todo o trabalho que o Conselho tem vindo a realizar».

A assinatura do protocolo teve lugar no Centro de Congressos do Estoril, que acolheu na passada terça-feira o primeiro Eurafrican Forum, evento que teve como principais objetivos «potenciar o desenvolvimento económico e social e promover a confiança entre Europa e África».

Por outro lado, o presidente do Conselho de Administração da Lusa, Nicolau Santos, referiu que a empresa «entre a sua missão, tem de promover de algum modo as comunidades portuguesas, a sua diáspora e a lusofonia. Do ponto de vista externo são as duas áreas que a Lusa tem de privilegiar na sua ação e isso está plasmado no contrato com o Estado».

Segundo o jornalista, «a Lusa quer, dentro dos seus objetivos, ter uma maior implantação em África», procurando «divulgar notícias, áudios, vídeos, que sejam importantes para os clientes em todo o mundo».

O 1.º Eurafrican Forum reuniu líderes africanos e europeus, designadamente Mariéme Jamme, fundadora de I Am The Code; Sophia Bekele, presidente da CBS International e fundadora e diretora executiva da DotConnectAfrica; Kola Karim, fundador e presidente do Shoreline Group; Hitesh Anadkat, presidente do First Merchant Bank; Saran Kaba Jones, fundadora e presidente da Face Africa e Manuel Mota, presidente da Mota-Engil África, entre outros.

O fórum foi presidido pelo ex-primeiro-ministro português, ex-presidente da Comissão Europeia e atual presidente não executivo do banco Goldman Sachs, José Manuel Durão Barroso.

Fonte: Revista de Portugal e das Comunidades



NOTÍCIAS RELACIONADAS
15/10/2018
São portuguesas e foram "extraordinárias" no seu tempo. Sabe quem são?
15/10/2018
Uma das Sete Maravilhas do Mundo, Cristo Redentor completa 87 anos
15/10/2018
CAV de Coimbra explora tema do trabalho em nova exposição
15/10/2018
Associação Aldeias Históricas de Portugal promove cimeira internacional de turismo inédita
15/10/2018
'Foi Deus' é a canção portuguesa mais votada para o primeiro Cancioneiro da UE
15/10/2018
Uma 'antologia mínima' para descobrir ou redescobrir Fernando Pessoa