home > notícias

MUNDO

01/08/2018

Universidade portuguesa tem quotas para emigrantes e descendentes

A quota de sete por cento para os emigrantes e descendentes entrarem na universidade portuguesa nunca foi preenchida.

O concurso de acesso ao ensino superior tem um contingente de 3500 vagas para emigrantes.  Nesse sentido, em declarações à Antena 1, o secretário de Estado das Comunidades, José Luís Carneiro, lançou o apelo para que as vagas sejam preenchidas.

O número de emigrantes que concorrem ao ensino superior português está a aumentar. Passou de cerca de uma centena em 2014 para mais de 250, no ano passado. Valores ainda abaixo das 3500 vagas para o contingente da emigração.

Para fazer a candidatura os emigrantes devem residir num determinado país durante pelo menos dois anos e a apresentação de uma prova em como terminaram o ensino secundário, ou equivalente.

Para além da realização de provas similares às provas específicas usadas no concurso nacional de acesso ao ensino superior. 

As candidaturas de acesso ao ensino superior estão abertas até 7 de agosto.

Fonte: Revista de Portugal e das Comunidades



NOTÍCIAS RELACIONADAS
17/04/2019
ACERVO EM TRANSFORMAÇÃO: MUSEUM OF CONTEMPORARY ART CHICAGO NO MASP
17/04/2019
Seminário promove debates sobre o cenário cultural, artístico e político no Brasil
17/04/2019
Há dez obras de arte portuguesas em exposição em dez municípios no Alto Minho
17/04/2019
Feira do Livro do Porto homenageia Eduardo Lourenço em setembro
17/04/2019
Entradas em museus e monumentos da DGPC gratuitas na próxima 5.ª feira
17/04/2019
Galerias romanas vão ser museu. E abrir mais vezes por ano