home > notícias

NEGÓCIOS E ECONOMIA

20/08/2018

Valorizar a força da diáspora no mundo e evidenciar as potencialidades do arquipélago dos Açores [Portugal]

O concretizar, pela primeira vez, de uma iniciativa deste cariz veio contribuir para o debate da pertinência da internacionalização e do investimento, ao mesmo tempo que destacou a relevância do relacionamento institucional com as comunidades açorianas dispersas pelo mundo.

Os Açores revelam ser uma região de extrema importância no panorama nacional e internacional, pela sua posição geoestratégica, legado histórico-cultural e pela sua diáspora, e o concretizar, pela primeira vez, de uma iniciativa deste cariz na região, veio contribuir para o debate da pertinência da internacionalização e do investimento, ao mesmo tempo que destacou a relevância do relacionamento institucional com as comunidades açorianas dispersas pelo mundo. Destaque mereceu também a constatação de que os próprios emigrantes portugueses têm sido exímios investidores, como se denotou pelos testemunhos partilhados no evento, e que podem também ser de extrema importância para auxiliar a captar outros investidores estrangeiros. 

Este é, em suma, o enquadramento das conclusões retiradas do I Encontro Intercalar de Investidores da Diáspora, que decorreu em julho, na Praia da Vitória, na Ilha Terceira, e reuniu cerca de uma centena de participantes, com destaque para lusodescendentes, membros do Governo dos Açores, membros do Governo da República, autarcas, e representantes de empresas de diversos sectores económicos. A iniciativa foi da responsabilidade conjunta da Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas, através do Gabinete de Apoio ao Investidor da Diáspora (GAID), e do Governo Regional dos Açores, através do Gabinete do Secretário Regional Adjunto da Presidência para as Relações Externas e da Direção Regional das Comunidades, em parceria com a Sociedade para o Desenvolvimento Empresarial dos Açores (SDEA) e com a Câmara Municipal da Praia da Vitória.

Sob o tema “Conhecer para investir”, o Encontro teve como um dos propósitos valorizar a força da diáspora no mundo, evidenciando as potencialidades do arquipélago dos Açores e estimulando novos investimentos de empresários na região e no exterior. Visou igualmente facultar aos participantes informações sobre as áreas estratégicas e de investimento de elevado potencial nos Açores, bem como sobre os diversos regimes de incentivos e financiamentos disponíveis. Por fim, procurou-se fomentar um espaço privilegiado para o diálogo e para a partilha de experiências e de boas práticas com interlocutores e redes de contacto importantes para diferentes áreas de negócios.

O potencial da diáspora Portuguesa

Na sua intervenção no encerramento dos trabalhos do Encontro, o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, enalteceu o grande potencial existente na diáspora portuguesa, tanto para o investimento e para a promoção do desenvolvimento de Portugal, como para a internacionalização da economia portuguesa com base nas comunidades.

«A diáspora portuguesa comporta muitas, vastas e diversificadas oportunidades», referiu ainda o governante, destacando a importância dos encontros de investidores da diáspora como espaços de diálogo, de aprendizagem e de trabalho conjunto entre os vários atores.

A iniciativa foi classificada de «aposta ganha», permitindo o estabelecimento de parcerias concretas e a manifestação de intenções de investimento em áreas como o agroalimentar, o turismo e o lazer e as tecnologias da informação e da comunicação.

Fonte: Revista de Portugal e das Comunidades



NOTÍCIAS RELACIONADAS
15/10/2018
Lisboa prevê investir 37 milhões de euros em habitação no próximo ano [Portugal]
15/10/2018
Atenção, startups. Câmara de Lisboa vai dar 30 bilhetes para o Web Summit [Portugal]
15/10/2018
Moody’s eleva rating de Portugal e país volta a ser grau de investimento [Portugal]
15/10/2018
Portugal tem a «confiança, reconhecimento e credibilidade» dos mercados internacionais [Portugal]
15/10/2018
Brasil está bem para resistir a choques, diz Goldfajn para FMI [Brasil]
15/10/2018
Comércio varejista cresce 1,3%, diz pesquisa do IBGE [Brasil]