home > notícias

MUNDO

15/10/2018

Associação Aldeias Históricas de Portugal promove cimeira internacional de turismo inédita

Nos dias 15, 16 e 17 de novembro, a associação Aldeias Históricas de Portugal promove a 'International Summit: Cultural Sustainable Destinations without Borders'.

A "International Summit: Cultural Sustainable Destinations without Borders" é uma cimeira inédita nos objetivos a que se propõe – definir o conceito de “Destino Turístico Alternativo” e sensibilizar para a necessidade de haver uma política comum direcionada para os destinos turísticos alternativos – que vai ter como palco a histórica Catedral de Idanha-a-Velha.    

«Quando está prestes a ser o primeiro território do planeta a receber a certificação Biosphere Destination – sim, as Aldeias Históricas de Portugal não são um, mas sim 12 destinos, correspondentes a outras tantas aldeias – a associação gestora da rede promove uma cimeira de particular importância para o setor do turismo e, em particular, para os muitos “destinos turísticos alternativos”, sejam nacionais ou internacionais», refere a associação.

São sete as necessidades identificadas pela associação Aldeias Históricas de Portugal que, nos próximos dias 15, 16 e 17 de novembro, vão merecer uma profunda discussão e reflexão por parte de oradores nacionais e internacionais, mas também dos participantes, que podem intervir de forma presencial ou através de streaming

Reflexão e definição do conceito "Turismo/Destino Turístico Alternativo";

Mecanismos de atuação e de regulação focados na sustentabilidade, cooperação, qualificação do destino e seus agentes; 

Políticas de financiamento adaptadas aos territórios e seus agentes; 

Medidas específicas de gestão orientadas para um turismo responsável e sustentável;

Formas de cooperação no setor da distribuição e comercialização; 

Referencial para o desenvolvimento de políticas públicas e estratégias empresariais para os destinos turísticos alternativos, à escala internacional; 

E um plano de trabalho para a criação/consolidação de áreas/destinos transfronteiriços.

De 15 a 17 de novembro, os caminhos para um turismo sustentável discutem-se na Aldeia Histórica de Idanha-a-Velha, um dos mais importantes acervos arqueológicos do país, onde recentemente foi descoberta uma monumental porta de origem romana, que serviria de entrada para a antiga Egitânia.

Desde 2007 que a Associação de Desenvolvimento Turístico das Aldeias Históricas de Portugal, de direito privado e sem fins lucrativos, gere a rede das Aldeias Históricas de Portugal (AHP), assumindo, assim, uma função de charneira na consolidação de um território que vai ser o primeiro a receber a certificação Biosphere Destination. Uma missão que passa pela valorização dos recursos endógenos e pela interligação dos diferentes setores tradicionais, de forma a que seja cada vez mais gratificante visitar e viver nos territórios abrangidos pela rede.

As 12 Aldeias Históricas de Portugal, com origens em tempos imemoriais, estão situadas no interior Centro de Portugal. A sua localização, em pontos estratégicos, concedeu-lhes uma importância decisiva no alvor da nacionalidade.

Fonte: Revista de Portugal e das Comunidades



NOTÍCIAS RELACIONADAS
13/11/2018
Homenagem a Sophia de Mello Breyner abre Festival Internacional
13/11/2018
Conferência Why Portugal analisa 'estado da arte' da exportação de música portuguesa
13/11/2018
Biografia de José Saramago é apresentada em Lisboa
13/11/2018
Empresas portuguesas com participação recorde na feira Equiphotel em Paris
13/11/2018
Museu do Fado celebra 20 anos com exposição sobre Maria Teresa de Noronha
13/11/2018
Japão recebe evento dedicado a Portugal