home > notícias

MUNDO

18/11/2018

Fado e viola campaniça representam Portugal em festival na China

O espetáculo de marionetas ‘Uma Tourada dos Diabos’, que combina a viola campaniça, o fado e os tradicionais ‘robertos’, vai representar Portugal num festival na China.

Da autoria de uma companhia de Évora, a TRULÉ, o espetáculo combina três tradições numa só. Segundo Manuel Costa Dias, membro da companhia, «temos a tradição dos ‘robertos’ e, a estas marionetas tipicamente portuguesas, juntámos a viola campaniça, que é tradicional do Alentejo, e o fado, característico de Lisboa e do país.

A peça “Uma Tourada dos Diabos”, que junta a companhia TRULÉ e a associação cultural É Neste País, de Évora, vai ser a representante de Portugal, a partir de hoje (17) e até ao dia 24 deste mês, na sétima edição do festival promocional de teatro de marionetas para grupos chineses, na cidade de Langzhong.

«É um festival que promove os grupos de teatro de marionetas de sombras da China e, este ano, apenas foram convidados a participar cinco grupos estrangeiros», dos quais o TRULÉ «é um deles», acompanhado pela associação É Neste País, explicou.

O marionetista alentejano referiu que os grupos chineses «são muito bons» nas marionetas «de sombras, de luva e de varão», mas «não têm muita experiência em relação ao que se faz fora do país».

Por isso, continuou, a organização pretende mostrar a esses grupos, «alguns dos quais estão agora a iniciar-se nesta atividade, gente de outras partes do mundo que também faz marionetas, mas de formas diferentes e proveniente de culturas diferentes».

No espetáculo escolhido para mostrar na China, Manuel Costa Dias contou que vai «estar dentro de uma barraquinha» a manipular os “robertos”, tradicionais marionetas portuguesas de luva, mas, fora do palco, há duas inovações.

«Cá fora, vão estar dois músicos, o António Bexiga, a tocar a viola campaniça, e o Nuno do Ó, a tocar viola e a cantar fado», assinalou, referindo tratar-se de um espetáculo relativamente novo, mas que «já anda por aí», a ser também promovido por Portugal.

Segundo a companhia alentejana, esta vai ser a sexta deslocação do TRULÉ a festivais internacionais realizados em território chinês.

Esta participação conta com o apoio da Fundação Oriente, Fundação Stanley Ho, Embaixada de Portugal em Pequim, Direção Regional de Cultura do Alentejo – Ministério da Cultura e União de Freguesias de Évora.

Fonte: Revista de Portugal e das Comunidades



NOTÍCIAS RELACIONADAS
17/04/2019
ACERVO EM TRANSFORMAÇÃO: MUSEUM OF CONTEMPORARY ART CHICAGO NO MASP
17/04/2019
Seminário promove debates sobre o cenário cultural, artístico e político no Brasil
17/04/2019
Há dez obras de arte portuguesas em exposição em dez municípios no Alto Minho
17/04/2019
Feira do Livro do Porto homenageia Eduardo Lourenço em setembro
17/04/2019
Entradas em museus e monumentos da DGPC gratuitas na próxima 5.ª feira
17/04/2019
Galerias romanas vão ser museu. E abrir mais vezes por ano