home > notícias

ASSOCIADOS

11/12/2018

Empresa da Mota-Engil no México investe 121 milhões de euros na energia [Mota Engil]

A Mota-Engil, através da Generadora Fénix, uma parceria no México com o Sindicato Mexicano de Electricistas (SME), está a investir 121 milhões de euros na primeira fase de produção de uma central elétrica.

O objetivo deste projeto, a central Jorge Luque, é atingir "uma capacidade total de produção de 100 MW [megawatts]", de acordo com um comunicado enviado à Lusa.

O grupo detalhou que, "na primeira fase, com entrada em operação em junho de 2019, a central alcançará uma produção de 33 MW. A segunda, em outubro de 2019, e a terceira, que está prevista para concluir em março de 2020, permitirá alcançar uma capacidade total de 100 MW".

A Generadora Fénix celebrou, na semana passada, "a receção da unidade móvel de turbo-geração SGT-A45 fabricada pela Siemens", um momento importante para avançar com a produção de energia, segundo a mesma fonte.

No total, o projeto Jorge Luque inclui uma "produção de 1.700 MW e realizar-se-á gradualmente através de um investimento total aproximado de 30 mil milhões de pesos (1,3 mil milhões de euros)", de acordo com a mesma nota.

O programa de investimentos da Generadora Fénix para os próximos anos incorpora vários empreendimentos, incluindo o projeto Jorge Luque, a ampliação de potência do sistema hídrico de Necaxa, a nova linha de transmissão de Lerma e a central reversível de Necaxa 700, de acordo com a Mota-Engil.

Esta 'joint-venture' é o primeiro operador privado do setor elétrico no México, tendo resultado da necessidade do SME se associar a "um parceiro estratégico e com capacidade para investir nos empreendimentos que haviam sido atribuídos a esta entidade pelo governo mexicano", detalhou a Mota-Engil.

A Fénix conta com programa de investimento e com licenças para operação até 2.000MW.

Em novembro deste ano, a empresa portuguesa anunciou que tinha iniciado, através da Generadora Fénix, o fornecimento de eletricidade para a iluminação pública de toda a Cidade do México, que originará uma faturação de cerca de 31 milhões de euros em 2019.

O fornecimento de eletricidade far-se-á durante um período de 12 horas, referiu a Mota-Engil em comunicado, lembrando que vai abranger cerca de 18 milhões de habitantes por um período de 20 anos.

Fonte: Notícias ao Minuto



NOTÍCIAS RELACIONADAS
16/01/2019
Auto Sueco entrega o primeiro volvo FH LNG em Portugal [NORS]
16/01/2019
Justiça pela Paz em Casa: prioridade para julgar casos de violência doméstica [Capistrano Sociedade de Advogados]
16/01/2019
A proteção patrimonial e o risco da penhora do bem de família caracterizado como de “alto padrão” [Menna Barreto]
16/01/2019
Sancionada a Lei que regulamenta a Multipropriedade no Brasil [FCB Legal]
16/01/2019
Vamos construir um diferencial? [Galpão 162]
16/01/2019
Um Porto de partida [Eirostec]