home > notícias

MUNDO

18/12/2018

Há um museu português nomeado para o Prémio de Museu Europeu do Ano

Trata-se do MMIPO – Museu e Igreja da Misericórdia do Porto.

Situa-se em plena Rua das Flores, uma das mais emblemáticas da cidade do Porto, e espelha a evolução do trabalho da Santa Casa da Misericórdia que cresceu de mãos dadas com a Invicta. Falamos do MMIPO – Museu e Igreja  da Misericórdia do Porto que é o único museu português nomeado para o EMYA 2019 – Prémio de Museu Europeu do Ano

Na lista dos nomeados figuram museus da Finlândia, da Dinamarca, da Alemanha, da Polónia, de França, entre outros. E o museu da Misericórdia do Porto concorrer com alguns dos melhores museus a nível mundial.

Saliente-se, como refere o comunicado enviado à redação do Notícias ao Minuto, que recentemente o MMIPO  foi distinguido pela  Associação Portuguesa de Museologia com o ‘Prémio Merchandising’, que reconhece o trabalho desenvolvido na loja do museu e  o ‘Prémio Informação Turística’, pelo projeto ‘Porto Liberal-uma rota direta ao coração’,  uma iniciativa promovida pela Venerável Irmandade de Nossa Senhora da Lapa, que tem como parceiros a Misericórdia do Porto, a Direção Regional de Cultura do Norte, a Câmara Municipal do Porto, o Museu Nacional Soares dos Reis e o Museu Militar do Porto.

Já em 2016, o MMIPO foi distinguido com o galardão maior de Melhor Museu do Ano, para além de ter conquistado o prémio de Melhor Site e o de Melhor Incorporação com a aquisição de uma obra de Josefa d'Óbidos.

Fonte: Notícias ao Minuto



NOTÍCIAS RELACIONADAS
16/07/2019
Medalha de Mérito Cultural entregue a Paula Rego
16/07/2019
'Bacurau', filme brasileiro com Sônia Braga premiado em Cannes, ganha trailer
16/07/2019
Teatro Municipal do Rio chega aos 110 anos com a ópera ‘Fausto’ no palco e uma sinfonia de dramas nos bastidores
16/07/2019
Festival Internacional de Folclore junta grupos de seis países
16/07/2019
'I'm your mirror' de Joana Vasconcelos é inaugurada no sábado na Holanda
16/07/2019
Flip (Feira Literária Internacional de Paraty) termina com autores de Portugal e Angola entre os mais vendidos