home > notícias

MUNDO

22/01/2019

Turismo. Plataforma digital vai promover Douro Internacional como destino

O Agrupamento Duero/Douro pretende que as Arribas do Douro Internacional sejam destino turístico de excelência e para o efeito está em curso a criação uma plataforma digital transfronteiriça que promova o turismo e o património deste território.

O Terraduero é um projeto de cooperação que reúne um elevado número de entidades locais de Espanha e Portugal para promover o turismo de massas em território raiano as Arribas do Douro.

"A riqueza cultura e natural do território transfronteiriço necessita de ser valorizada, reconhecida, conhecida e acima de tudo preservada. Deste modo, o nosso principal objetivo é posicionar a fronteira luso-espanhola como um forte destino turístico a nível internacional", explicou a Lusa o diretor geral do Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial (AECT) Duero/ Douro, José Luís Pascual.

Segundo os responsáveis pela entidade promotora, que é o AECT- Duero/Douro, a divulgação de todas as atividades do território raiano serão impulsionadas através de uma central de reservas ibéricas que se encontra em fase de concretização e que permita aos visitantes reconhecer a região com um destino turismo moderno.

"Os turistas provenientes das grandes cidades europeias que pretendam visitar esta região de excelência, através desta plataforma, poderão fazê-lo de uma forma organizada e colocar em valor as nossas possibilidades de visita que vão desde a gastronomia, aos vinhos, à natureza, desportos náuticos e às atividades ao ar livre", explicou o responsável pelo AECT.

O Terraduero reúne entidades das zonas portuguesas de Trás-os-Montes, Douro, Beira Interior Norte e das províncias espanholas de Salamanca e Zamora, entre municípios, instituições de ensino superior, empresas, cooperativas e outras, abrangendo um território de 120 mil quilómetros quadrados, do interior peninsular.

Responsáveis por este projeto transfronteiriço admitem que a breve prazo entrará em funcionamento a Central de Reservas Terraduero, que englobará todas as entidades aderentes, as quais deverão ultrapassar mais de uma centena.

"O nosso objetivo é que estes estabelecimentos rurais disponham de um canal 'online', seguro, que chegue a um maior número de clientes e que dará a possibilidade ao turista de chegar ao território de uma forma segura e direta, e fazer um planeamento simples, eficaz e de baixo custo", indicou.

Uma das apostas deste projeto, entre outras, está virada para o autocaravanismo, já que os responsáveis pelo projeto ibérico acreditam que esta modalidade turística pode ajudar a trazer e fixar pessoas por mais de uma semana no território e com poder de compra.

"Este é uma vertente turística que a nível europeu cada vez reúne mais adeptos em Portugal e Espanha e ainda não estamos organizados para poder acolher este tipo de visitantes", vincou José Luís Pascual.

Nos municípios de Portugal e Espanha que fazem parte do Terraduero já foram entregues candidaturas a fundos comunitários para a criação de parques de autocaravanas com as devidas infraestruturas de apoio.

As atividades típicas do território serão dadas a conhecer aos visitantes, como é caso de um "mata porco" de forma tradicional ou a visita às festas populares, mas tudo terá de ser organizado através de uma plataforma 'online'.

O projeto Terraduero é financiado pelo INTERREG Portugal e Espanha.

Fonte: Notícias ao Minuto



NOTÍCIAS RELACIONADAS
19/02/2019
Essência do Vinho: Sete produtores à prova por uma boa causa
19/02/2019
Oscar do Vinho para Monção e Melgaço
19/02/2019
Portuguesa entre os distinguidos dos prémios da Cinema Audio Society
19/02/2019
Presidente de Cabo Verde inicia visita a Portugal com contacto com comunidade no Seixal
19/02/2019
Mais de 18 mil portugueses já usaram a app que ajuda a separar o lixo
19/02/2019
Alentejo eleito pelo The Guardian como um dos "spots" rurais a conhecer