home > notícias

MUNDO

13/03/2019

Portugal é o Melhor Destino Sustentável da Europa

Portugal recebeu, pela primeira vez, o prémio de Melhor Destino Sustentável da Europa, uma distinção anunciada durante a ITB Berlim, a principal feira internacional de turismo.

«É mais um atrativo e mais um cartão de visita para promover Portugal num mercado que valoriza tanto os destinos sustentáveis. É fantástico em termos de notoriedade internacional», revelou a Ana Mendes Godinho, secretária de estado do Turismo, em declarações à agência Lusa.

O prémio resulta de uma candidatura feita por Portugal, e nos 2.º e 3.º lugares ficaram Bled, uma região da Eslovénia, e Mali Losinj, na Croácia.

«Coloca-nos no radar dos investidores e do público que, cada vez mais, faz as suas opções dos destinos de férias por critérios de sustentabilidade da própria oferta turística», assumiu a secretária de Estado do Turismo, que além da visita à feira ITB Berlim participou também no Fórum de Investidores Internacional de Turismo (IHIF), onde estiveram mais de 2.200 investidores.

Portugal, que participou pela primeira vez no IHIF, teve «um painel de apresentação» como destino turístico que suscitou «muita adesão e muita curiosidade», com «alguns grupos e marcas internacionais com interesse em conhecer e olhar para Portugal como destino de investimento», referiu.

 

Alemanha é o 2.º mercado mais importante para o turismo nacional

De acordo com Ana Mendes Godinho, a Alemanha é o segundo mercado mais importante para Portugal em termos de dormidas.

«Em 2018, o que sentimos foi um crescimento mais acelerado de receitas do que de hóspedes. Tivemos um crescimento de receitas de 10% e um aumento de 5% do número de passageiros desembarcados oriundos da Alemanha, o que significa que tivemos cerca de 2,6 milhões de passageiros desembarcados dos aeroportos vindos da Alemanha. Em termos de hospedes, tivemos um ligeiro decréscimo de cerca de 3% o que mostra que estamos a conseguir chegar a segmentos que gastam mais quando vão a Portugal», esclareceu.

Segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), relativos a 2016, o gasto médio por viagem do turista alemão era de 960 euros, e o gasto médio diário fixava-se nos 91 euros. Em 2018, os turistas alemães geraram 1.900 milhões de euros de receitas, mais 9,8 por cento que em 2017.

«Estamos a apostar cada vez mais na promoção de Portugal como destino de congressos internacionais e de eventos corporativos e de empresas e também como destino de estágios desportivos, precisamente para promover» o país também como destino que atrai público diversificado ao longo do ano, e «não como sendo um destino sol e praia, como era conhecido há uns anos aqui na Alemanha», definiu a secretária de Estado do Turismo.

Fonte: Revista de Portugal e das Comunidades



NOTÍCIAS RELACIONADAS
20/08/2019
Curso gratuito de cinema arranca em outubro com António-Pedro Vasconcelos
20/08/2019
DGPC aprova projeto do Mercado Time Out Porto
20/08/2019
Número de brasileiros com estatuto de igualdade quase duplica por causa do ensino superior
20/08/2019
Centenário de Sophia de Mello Breyner e Jorge de Sena celebrado em Setembro no Rio de Janeiro
20/08/2019
Azeite português vence o primeiro concurso internacional de azeites no Brasil
20/08/2019
Em setembro, Sintra 'abre as portas' à 5.ª edição do MUSCARIUM