home > notícias

NEGÓCIOS E ECONOMIA

10/04/2019

Número de microempreendedores cresce 120% e passa de 8 milhões no País [Brasil]

Além da vontade de ter seu próprio negócio, aumento do trabalho autônomo tem relação direta com o aumento do desemprego

O número de MEIs (microempreendedores individuais) ultrapassou a marca de 8 milhões em 2019, encerrando março com 8.154.678 registros, segundo o Portal do Empreendedor. Desde a pré-crise, os MEIs apresentam uma forte alta, crescendo cerca de 120% nos últimos cinco anos. 

Além da vontade de ter seu próprio negócio, o aumento do trabalho autônomo nesse período tem relação direta com a evolução do desemprego no país. O índice de desempregados cresceu desde o início da crise e ficou em 11,6% em dezembro de 2018. Segundo o IBGE, atinge atualmente mais de 13 milhões de brasileiros.

No ano de 2018, a taxa média de desocupação foi de 12,3%. Em comparação, em 2017, o índice foi de 12,7%. Consequentemente, esse recuo foi puxado pelo crescimento do trabalho sem carteira e por conta própria no país. A deterioração do mercado de trabalho formal faz crescer o processo conhecido como empreendedorismo por necessidade.

Nos últimos anos, o programa do governo tornou mais fácil o processo para se cadastrar como MEI. Com isso, o objetivo era formalizar as pessoas que trabalhavam por conta própria em casa. Entretanto, os microempreendedores individuais precisam pagar com uma contribuição mensal de cerca de R$ 50.

Quais os benefícios do registro de MEI?

O registro de MEI permite ao microempreendedor a aquisição de CNPJ e o acesso a direitos e benefícios previdenciários. Além disso, possibilita a emissão de notas fiscais, o aluguel de máquinas de cartão e o acesso a empréstimos.

Desde que o empresário pague a mensalidade em dia, ele tem direito à aposentaria por idade ou invalidez e auxílio-doença.

Entre os benefícios, está o salário-maternidade para as mulheres. As famílias do microempreendedor também têm acesso à pensão por morte e auxílio-reclusão.

Facilidades para os MEIs

O microempreendedor individual possui algumas facilidades. Por exemplo, a contabilidade e declaração de renda simplificadas. O MEI também pode fazer contratação de empregado com menor custo.

Outro ponto é o registro de empresa e concessão de alvará para funcionamento gratuitos e feitos online.

 

Além disso, o MEI ainda tem a possibilidade de vender para o governo e compor consórcio para compra e vendas em conjunto.

Veja abaixo as categorias com maior acréscimo de registros de MEIs, nos últimos 15 meses, de acordo com informações do portal G1:

  • Fornecimento de alimentos (+11.249 registros)
  • Apoio e assistência a paciente no domicílio (+19.071 registros)
  • Atividades de ensino (+23.616 registros)
  • Serviços de entrega rápida (+32.660 registros)
  • Serviços domésticos (+39.630 registros)
  • Promoção de vendas (+59.538 registros)
  • Cabeleireiros, manicure e pedicure (+43.695 registros)
  • Preparação de documentos e serviços especializados de apoio administrativo (+36.321 registros)
  • Obras de alvenaria (+26.838 registros)
  • Treinamento em desenvolvimento profissional e gerencial (+19.213 registros)
  • Transporte rodoviário de carga (+18.025 registros)
  • Serviço de táxi (+8.619 registros)

Fonte: Notícias ao Minuto



NOTÍCIAS RELACIONADAS
18/06/2019
Páscoa trouxe mais 10% de receitas ao turismo [Portugal]
18/06/2019
Inflação em Portugal baixou para 0,3% [Portugal]
18/06/2019
Investimento direto estrangeiro criou mais de 6.100 empregos em 2018 [Portugal]
18/06/2019
Concorrência dá 'luz verde' à compra de 58% da Tagusgás pela Galp Gás [Portugal]
18/06/2019
Presidente do BCE Mario Draghi condecorado por Marcelo [Portugal]
18/06/2019
Embraer assina contrato com United Airlines para venda de 39 jatos [Brasil]