home > notícias

NEGÓCIOS E ECONOMIA

18/06/2019

Páscoa trouxe mais 10% de receitas ao turismo [Portugal]

A greve dos transportadores de matérias perigosas, desconvocada 'in extremis' em vésperas da Páscoa, não abalou os proveitos turísticos, que em abril se cifraram em €331,5 milhões

O período de Páscoa foi abalado com o stresse da greve dos transportadores de matéria perigosas, atingindo de forma direta as próprias inidades hoteleiras, que estavam à beira de ficar sem reservas de combustível. Mas com o desconvocar da greve nas vésperas da Páscoa e com a situação do combustível regularizada, os resultados turísticos não se ressentiram - e segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE), os proveitos turísticos cresceram nesse mês 9,6% face ao homólogo do ano passado, atingindo €331,5 milhões.

Os hotéis nacionais registaram 2,3 milhões de hóspedes e 5,8 milhões de dormidas em abril, correspondendo a crescimentos de 9,1% e de 9,6%, respetivamente, de acordo com os últimos dados de atividade turística divulgados esta segunda-feira pelo INE.

PORTUGUESES A CRESCER 16%, E OS ESPANHÓIS 56%

O destaque vai para o aumento de 16% nas dormidas dos turistas portugueses no mês da Páscoa, ao mesmo tempo que as dos estrangeiros registaram uma subida de 7,1%.

A estada média dos turistas também registou um crescimento de 0,4% em abril, passando para 2,57 noites, tendo sido mais expressiva no caso dos nacionais, cujo crescimento foi de 5,1%.

Entre os estrangeiros, os britânicos continuaram a representar uma fatia expressiva no total de dormidas - com um peso de 18,9% em abril - e apesar do Brexit, registaram um aumento de 2,2% em dormidas no mês da Páscoa, e de 2,5% no acumulado do ano.

Tradicionalmente sensíveis ao 'efeito Páscoa', os espanhóis deram um salto de 55,7% em dormidas em abril. Também os brasileiros se destacaram neste mês com um aumento de 10,2%, a par dos canadianos cujo crescimento foi de 30,2%, ou de turistas dos Estados Unidos com 18,8%.

Todas as regiões do país registaram crescimentos turísticos em abril, à escepção da Madeira, que recuou 5,2% em dormidas. Quem liderou o crescimento no mês da Páscoa foi o Alentejo, com um aumento de dormidas de 25,7%, seguido do Algarve (13,6%) e dos Açores (12,9%).

Em abril deste ano, Portugal recebeu mais 505,5 mil dormidas que no mesmo mês do ano passado, das quais 42,2% para o Algarve, que registou 231,2 mil dormidas adicionais)

Fonte: Expresso

 

 



NOTÍCIAS RELACIONADAS
16/07/2019
Luís Miguel Ribeiro é o novo Presidente da Associação Empresarial de Portugal [Portugal]
16/07/2019
Indicador Antecedente da Economia sobe 0,9% em junho, diz FGV [Brasil]
16/07/2019
Galp conclui compra da Tagusgás por 32 milhões de euros [Portugal]
16/07/2019
Atividade econômica sobe 0,54% em maio [Brasil]
16/07/2019
Depois da venda da banca comercial, Deutsche Bank muda o líder em Portugal [Portugal]
16/07/2019
Presidente do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) anuncia nova diretoria [Brasil]