home > notícias

MUNDO

18/06/2019

Semana Acesso Cultura decorre a partir de hoje em dez cidades do país

A Semana Acesso Cultura 2019 vai decorrer entre hoje e domingo em dez cidades do país, para abrir ao público bastidores de espaços culturais, realizar debates e entregar prémios de boas práticas na área da acessibilidade.

 

De acordo com a diretora executiva da Acesso Cultura - Associação Cultural, Maria Vlachou, aquela semana é organizada para "promover a reflexão e uma maior consciência" em torno do que é o acesso à cultura, nas suas várias vertentes.

"O nosso compromisso é fomentar uma participação cultural mais democrática e plural", disse à Lusa quando a programação foi anunciada.

Um dos pontos altos da iniciativa é a entrega dos Prémios Acesso Cultura 2019, que este ano acontece na quarta-feira, pelas 18:30, no Atelier-Museu Júlio Pomar, em Lisboa, com entrada livre.

Este ano, foram recebidas 31 candidaturas e aceites 29 que se encontram na lista final deste prémio para que o júri distinga as boas práticas na área da acessibilidade cultural, anunciou a responsável numa conferência de imprensa.

O júri será composto por Nuno Santos, responsável pela acessibilidade no Teatro São Luiz, em Lisboa, Paula Varanda, investigadora e gestora cultural, membro da Acesso Cultura, e a arquiteta Susana Machado.

Também está prevista a iniciativa Portas Abertas, de 17 a 23 de junho, que tem como objetivo dar a conhecer os bastidores das entidades culturais, quem lá trabalha e o que é que faz.

Haverá atividades em museus, palácios, teatros e outros espaços culturais nas cidades de Águeda, Coimbra, Funchal, Leiria, Lisboa, Porto, Sever do Vouga, Sintra, Torres Novas, e Vila Nova de Famalicão.

No dia 18 de junho, pelas 18:30, decorrerá o debate "Como viver juntos? A tolerância ao relativismo cultural" em simultâneo em Castelo Branco, Évora, Faro, Funchal, Lisboa, Ponta Delgada, Porto, e Vila Nova de Famalicão, com entrada livre.

Ao longo dos últimos seis anos, a Acesso Cultura tem vindo a promover várias iniciativas, desde formação a debates, e as chamadas Sessões Descontraídas - sessões de teatro, dança, cinema ou outro tipo de oferta cultural, que decorrem numa atmosfera "com regras mais tolerantes" quanto "a movimento e barulho na plateia", dirigidas a públicos com necessidades especiais.

A associação trabalha em regime de voluntariado e com parcerias para promoção do acesso físico, social, e intelectual à participação cultural.

Fonte: Notícias ao Minuto



NOTÍCIAS RELACIONADAS
05/11/2019
Concerto de guitarra portuguesa abre II Festival de Órgão
05/11/2019
Fernando Lemos: Ilustrações Literárias
05/11/2019
Gonçalo Byrne doa acervo com mais de 160 projetos à Casa da Arquitetura
05/11/2019
Arte no Brasil: uma história na Pinacoteca de São Paulo
05/11/2019
Anozero com obras de 39 artistas para provocar em Coimbra
05/11/2019
8 podcasts sobre artes visuais