home > notícias

ASSOCIADOS

21/08/2019

Mudança é bom. Mas como lidar com as emoções que ela provoca? [Gi Group Brasil]

Post escrito pela Daisy Caraça dos Santos, especialista de Recursos Humanos da Gi Group, originalmente publicado no LinkedIn. No texto, Daisy compartilha as emoções que sentiu durante uma mudança de gestão na empresa, e o que ela aprendeu lidando com elas.

Toda mudança gera no ser humano dois sentimentos: alegria e ansiedade. Eu passei por isso há mais ou menos um ano quando houve uma alteração na gestão. Com essa mudança surgiu uma nova oportunidade de conhecimento e aprendizado, e é nesse momento devemos nos lançar. Porém, precisamos tomar muito cuidado com sentimentos que podem nos afetar como a insegurança e o medo do novo.

Essa movimentação gerou uma alteração em meu job que trouxe à tona estes sentimentos. Tive que me empenhar para que isto não atrapalhasse a nova oportunidade que estava surgindo, já que se eu não tivesse mudado o foco provavelmente hoje não estaria fazendo este post — algo que, a propósito, também é algo totalmente novo para mim.

A palavra mudança tem um grande impacto na vida das pessoas. Para que possamos alcançar um objetivo é preciso partir de uma mudança, seja ela profissional ou pessoal, grande ou pequena. Não podemos nos privar de conhecer o novo, mesmo que isso nos cause medo e insegurança. Temos que enfrentar os desafios que são propostos pela mudança, pois só assim alcançaremos as realizações.

E a mudança trouxe para mim grandes responsabilidades: trazer impactos positivos às pessoas, sempre focando em Encantar & Recompensar.

Veja que a mudança na área de RH é algo que ocorre há muitos anos. No passado, o RH era somente uma área de processamento. Hoje, conseguimos visualizar as grandes e significativas mudanças que ocorreram de um DP para um RH com necessidades totalmente estratégicas.

E essa mudança vai muito além dessas atribuições, com responsabilidade de proporcionar aos colaboradores um ambiente saudável, criativo e inovador, além de engajar e provocar o sentimento de pertencer aos colaboradores nas ações do RH.

Quando pesquisamos sobre mudanças no RH, encontramos uma série de dicas e fórmulas de como realizar tais mudanças para alcançar um RH mais estratégico e de sucesso. Mas isso não significa que tal fórmula dará certo na empresa. Antes de qualquer coisa, é necessário ter um diagnóstico real da empresa para realizar qualquer mudança, e é muito importante analisar e estudar as questões do mercado, o cenário atual da economia, a política e as tendências. Todas essas questões impactam diretamente na mudança e devem ser consideradas antes de dar o primeiro passo.

O que me faz pensar que a concretização desta mudança requer muito esforço e trabalho em equipe, levando em conta os cuidados necessários para não torná-la algo negativo aos colaboradores. Quando afirmo que meu principal objetivo é Encantar & Recompensar, tenho que proporcionar ao colaborador experiências positivas e provocar um sentimento de orgulho em fazer parte das mudanças e melhorias na empresa.

É um grande desafio tirar as ideias do papel e colocar em prática todas as mudanças necessárias para se ter um RH realmente estratégico. Entre outras coisas, é preciso considerar ações de benefícios e remuneração, engajamento, cultura, avaliação de desempenho, retenção, reconhecimento e recompensa, clima organizacional, transformação, transparência, desenvolvimento humano, empatia do RH, confiança etc. Uma lista e tanto!

A implantação de todos esses temas é de muita importância para que a mudança se concretize e se torne uma realidade perceptível às pessoas.

Vamos fazer parte dessa mudança e sermos protagonista dessa história?

Fonte: Gi Group Brasil



NOTÍCIAS RELACIONADAS
05/11/2019
Outubro Rosa BP: BP realiza oficina de turbantes africanos [BP - A Beneficência Portuguesa de São Paulo]
05/11/2019
Óleo no litoral do Nordeste Brasileiro. Quem paga essa conta? [Brasil Salomão e Matthes Advocacia]
05/11/2019
As condições gerais do acordo para pagamento de débitos fiscais da medida provisória 899/19 (“MP do contribuinte Legal”) [Cardillo & Prado Rossi Soc. Adv]
05/11/2019
A Arbitragem em Contratos da Administração Pública [Diamantino Advogados]
05/11/2019
5 erros de recrutadores durante o processo seletivo [AVANCE AUTHENT RH]
05/11/2019
Como a computação quântica afetará nossas vidas daqui dez anos? [Acti-Solução Máxima em TI]