home > notícias

NEGÓCIOS E ECONOMIA

08/10/2019

Portugal atrai 166 novos projetos de hotéis em meio ano [Portugal]

Há 18 investimentos em carteira para o Porto e 13 para Lisboa. Vila Nova de Gaia vai ter a maior obra do país.

O interesse dos investidores hoteleiros por Portugal não esmorece e os números do setor sustentam o racional do negócio - o país prevê receber até ao final do ano 27 milhões de turistas e registar receitas de 17 mil milhões de euros. Alavancados de certo nesta conjuntura, entraram 166 novos projetos turísticos em licenciamento nos primeiros seis meses do ano, um incremento de 23% face ao mesmo período de 2018, segundo dados compilados pela Confidencial Imobiliário (CI). Esta carteira reforça a oferta acumulada que, até ao final de setembro, ascendia a 4451 empreendimentos turísticos.

Os concelhos do Porto e Lisboa lideram as intenções de investimento. A nível regional, são o Norte e o Alentejo que somam mais projetos. Para a Invicta, estão previstos 18 novos empreendimentos turísticos, com uma área média de 2374 metros quadrados (m2), distribuídos por sete hotéis de quatro ou mais estrelas e 11 unidades de três ou menos estrelas. Na capital, entraram 13 investimentos no primeiro semestre do ano, com uma área média de 3180 m2, de que se destacam dois hotéis de quatro ou mais estrelas, e os 11 restantes de categorias inferiores. Em termos de áreas metropolitanas, a do Porto regista 25 unidades e a de Lisboa 29.

Alentejo em alta

A Região Norte foi a que captou mais interesse, registando 36 processos de licenciamento de novos projetos turísticos. Gaia, que recebeu quatro investimentos, vai acolher o maior empreendimento que entrou em licenciamento no primeiro semestre, uma obra de requalificação num espaço que totaliza 35 670 m2. Matosinhos é também destino de três unidades de alojamento.

O Alentejo está também a despertar o apetite dos investidores. A região contabiliza 32 novos projetos, com foco nos concelhos de Grândola, onde se localiza uma das zonas mais apetecíveis do país, a linha atlântica da Comporta, e Santiago do Cacém. Segundo a CI, Grândola tem um pipeline de seis projetos, dos quais cinco na categoria de quatro ou mais estrelas, com uma área média de 3600 m2. Já Santiago do Cacém totaliza cinco novas unidades, com pouco mais de 1000 m2, em média.

A mais importante região turística portuguesa, o Algarve, foi a que menos captou o interesse dos promotores, mas, ainda assim, contabiliza uma carteira de 20 projetos, num acumulado de mais de 51 mil metros quadrados.

A CI destaca que, no acumulado de janeiro de 2017 a junho deste ano, registou-se a entrada em licenciamento de 668 unidades turísticas, num total de 1,4 milhões de metros quadrados.

Portugal no topo dos países onde vão abrir mais hotéis

É uma competição de gigantes e os portugueses estão na primeira liga. Os recordes do turismo estão a abrir o apetite aos investidores e Portugal é já o quarto país com mais projetos hoteleiros em carteira na Europa, mostra uma análise da consultora Lodging Econometrics.

Na primeira metade deste ano, o número de hotéis em fase de licenciamento na Europa aumentou 23% para um total de 1704 novas unidades, o que corresponde a mais 260 111 quartos de hotel. A Alemanha continua a liderar em número de projetos previstos, com um recorde absoluto de 320 unidades hoteleiras (57 689 quartos), seguida pelo Reino Unido (280 projetos/ 10 178 quartos) e de França (184 hotéis/22 140 quartos). Portugal surge na quarta posição no ranking de novos hotéis em pipeline, com a previsão de 11 733 novos quartos em 119 novos hotéis, segundo a Lodging Econometrics.

95 concelhos com novos projetos
Entraram, no primeiro semestre deste ano, processos de licenciamento para empreendimentos turísticos em 95 concelhos do país.

808 registos acumulados desde 2017
Entre 2017 e setembro de 2019, contabilizaram-se 808 novos registos de empreendimentos turísticos. Destes, 159 entraram no registo nacional só este ano.

 

Fonte: JN



NOTÍCIAS RELACIONADAS
05/12/2019
Fisco vai passar a comunicar em versão “descomplicada” [Portugal]
05/12/2019
Atividade no comércio tem aumento de 2,9% em outubro, diz Serasa [Brasil]
05/12/2019
Estados e municípios devem se adequar à Previdência até julho [Brasil]
05/12/2019
INSS cancelou 261 mil benefícios irregulares em 2019 [Brasil]
05/12/2019
Setor da construção cresce 6% em 2019 [Portugal]
05/12/2019
Bolsa de São Paulo fecha acima de 110 mil pontos pela primeira vez [Brasil]