home > notícias

MUNDO

21/10/2019

Arraiolos promove gastronomia e tapeçaria a partir de sexta-feira

A gastronomia e a tapeçaria vão estar em destaque, a partir de sexta-feira e até ao dia 03 de novembro, na vila de Arraiolos, distrito de Évora, num evento que pretende promover as potencialidades do concelho.

Trata-se da 20.ª Mostra Gastronómica de Arraiolos, que inclui uma Feira do Tapete e o 12.º Festival da Empada, que se realiza no pavilhão multiusos da vila alentejana.

Os pratos típicos, a empada, a doçaria conventual e o tapete, artesanato com séculos de história e origem em Arraiolos, são os destaques do certame, que vai ter mais de duas dezenas de expositores, com os restaurantes e tasquinhas a proporem nas suas ementas o melhor da cozinha regional, explicou hoje o município.

Os atrativos do evento estão centrados na gastronomia, através dos pratos tradicionais da região, na 'Empada de Arraiolos', que é marca registada, e no tapete de Arraiolos, o mais emblemático do artesanato local.

A marca 'Empada de Arraiolos' foi registada pelo município no Instituto Nacional da Propriedade Industrial, em 2015, para valorizar "um dos expoentes máximos da gastronomia" da vila alentejana e para a tornar "ainda mais única".

Durante o evento, vai estar patente ao público o "maior tapete de Arraiolos feito em Arraiolos", com 120 metros quadrados de tela, manufaturado por bordadeiras do concelho.

O programa integra ainda cante alentejano, exposições e animação musical, com a participação de grupos de música popular, e vários espetáculos, com a atuação de Ana Bacalhau, no dia 01 de novembro, às 22:30.

Arraiolos aguarda, há quase 19 anos, pela certificação dos seus tradicionais tapetes, que são considerados uma das mais ricas peças do artesanato alentejano com projeção internacional, por falta de regulamentação de uma lei aprovada pelo parlamento.

A câmara está, por outro lado, a trabalhar na candidatura dos Tapetes de Arraiolos a Património Cultural Imaterial da Humanidade, pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).

Do Tapete de Arraiolos, bordado a lã sobre tela, com a técnica do ponto cruzado oblíquo, denominada 'Bordado de Arraiolos', conhecem-se referências desde os finais do século XVI (1598), com origem na vila alentejana com o mesmo nome, povoada no princípio do mesmo século por mouros e judeus, expulsos da mouraria de Lisboa por D. Manuel I.

 

Fonte: Notícias ao Minuto



NOTÍCIAS RELACIONADAS
27/01/2020
Museu da Imaginação - Espaço Cultural na Lapa
21/01/2020
Residência artística 'Artes Híbridas' abre inscrições no Museu de Arte e Cultura Popular
21/01/2020
Raymundo Colares: De Volta À Estrada
21/01/2020
Zeca Baleiro prepara novo álbum com 'Canções d'Além-mar' de portugueses
20/01/2020
Startups portuguesas finalista de prémio da ONU sobre inovação e turismo
17/01/2020
Lisboa recebe exposição de homenagem aos filmes de Tim Burton