home > notícias

NEGÓCIOS E ECONOMIA

06/01/2020

Grupo Bosch e Universidade do Minho com projeto de 26,3 milhões [Portugal]

A  informação consta de um despacho hoje publicado em Diário da República e que aprova a minuta final do contrato de investimento celebrado entre as duas entidades e a Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), em representação do Estado Português.

De acordo com o documento, dado o seu impacto macroeconómico, considera-se que o projeto - denominado 'Factory of the Future' - "reúne as condições necessárias à concessão de incentivos financeiros previstos para os grandes projetos de investimento".

O projeto de I&D visa gerar novos conhecimentos científicos e tecnológicos para o desenvolvimento de soluções de industrialização, produção e controlo de qualidade de novos sistemas, produtos e componentes para a indústria automóvel, com aplicações nas diferentes fases da produção da fábrica da empresa localizada em Braga e que permita aumentar os seus níveis de produtividade, eficiência e qualidade.

 

"O Factory of the Future visa o aumento da competitividade da Bosch Car Multimedia, S. A., para atrair os principais projetos de industrialização de novos produtos no seio da divisão Car Multimedia do Grupo Bosch, contribuindo, assim, positivamente para a balança comercial nacional, através das exportações geradas por esses novos produtos", lê-se.

Esta aposta na I&D orientada para as fábricas do futuro pode ainda dar origem ao aumento de investimentos nessa área por parte de outras empresas nacionais por via das ações de disseminação e valorização dos resultados do projeto, acrescenta-se.

Prevê-se, com este projeto, a contratação, pela Bosch Car Multimédia, "de 31 novos quadros com qualificação superior ao nível VI e, pela Universidade do Minho, de 69 bolseiros de investigação e de 7 novos quadros, com qualificação igual ou superior ao nível VII".

O projeto integra um plano de divulgação dos resultados alcançados que comprova o empenho da Bosch Car Multimedia e da Universidade do Minho na promoção, divulgação e disseminação alargada dos mesmos, quer junto da comunidade científica e tecnológica, quer junto de potenciais setores e empresas interessadas, destacando-se, neste âmbito, a utilização das redes digitais profissionais, 'websites', 'newsletters', vídeos e brochuras promocionais.

Segundo o documento, "importa ainda salientar a relevância da organização de eventos científicos que permitam a partilha e divulgação dos resultados com os 'stakeholders' [partes interessadas] internos ao projeto, mas também, e na medida em que tal seja possível, com fornecedores e parceiros das instituições envolvidas no projeto".

O projeto enquadra-se no regime contratual de investimento regulado pelo Decreto-Lei n.º 191/2014, de 31 de dezembro, e nos termos previstos na alínea a) do n.º 1 do artigo 62.º do referido Regulamento Específico do Domínio da Competitividade e Internacionalização por se tratar de um projeto de grande dimensão cujo custo total elegível é igual ou superior a 10 milhões de euros e se revelar de especial interesse para a economia nacional pelo seu efeito estruturante para o desenvolvimento, diversificação e internacionalização da economia portuguesa, e ou setores de atividade, regiões e áreas considerados estratégicos.

O despacho foi assinado pelo ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, e o secretário de Estado da Internacionalização, Eurico Brilhante Dias.

Fonte: Notícias ao Minuto

 

 



NOTÍCIAS RELACIONADAS
13/01/2020
Setores de TI e internet dominam ranking sobre mercado de trabalho [Brasil]
13/01/2020
Exportações aumentam 8,6% em Novembro [Portugal]
13/01/2020
Agronegócio brasileiro exportou US$ 96,8 bilhões em 2019 [Brasil]
13/01/2020
As datas para a entrega de IRS em 2020 [Portugal]
13/01/2020
Mercado financeiro reduz estimativa de inflação este ano para 3,58% [Brasil]
13/01/2020
Foi anunciado aumento de 900 milhões de euros para contratos com hospitais [Portugal]