home > notícias

NEGÓCIOS E ECONOMIA

21/02/2020

Exportações do setor automóvel tiveram "crescimento muito significativo" [Portugal]

"Num momento em que o mercado automóvel em termos mundiais está com algumas incertezas, é bom ver que os nossos produtores estão a ter capacidade de ganhar quota de mercado", disse Pedro Siza Vieira, durante uma visita à fábrica de automóveis de Palmela (Setúbal), que prevê atingir uma produção total de três milhões de veículos já no próximo mês de abril.

Durante a visita à maior fábrica de automóveis no país, no âmbito de um dia dedicado pelo Ministério da Economia ao setor automóvel, o governante congratulou-se com a entrada de Portugal no clube dos grandes produtores de automóveis a nível mundial.

"Entrámos finalmente no clube dos grandes produtores de automóveis, no clube mais de 300.000 [dos países que produzem mais de 300.000 automóveis por ano]. A Autoeuropa deu um contributo muito significativo. Mais de 74% destes automóveis vendidos para o exterior foram produzidos aqui em Palmela", disse o ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, reforçando: 2019 "foi um ano muito bom"

"Todos os produtores de automóveis portugueses cresceram em vendas e, sobretudo, em toda a fileira, não apenas na produção de automóveis, mas também a produção de componentes acabou por ter um ano recorde. As exportações crescerem muito significativamente", acrescentou Pedro Siza Vieira.

Questionado sobre a necessidade de requalificação da estrada municipal de acesso à Autoeuropa, que ainda se encontra degradada apesar de ter sido objeto de uma intervenção no ano passado, o ministro garantiu que está atento ao problema e em diálogo com a Câmara Municipal de Palmela e com as Infraestruturas de Portugal.

"Houve uma intervenção na estrada de acesso no ano passado, que melhorou significativamente as condições da mesma. Estamos em diálogo com a Câmara de Palmela e com as Infraestruturas de Portugal no sentido de avaliar de que maneira podemos manter boas condições de acesso à fábrica", declarou.

Pedro Siza Vieira congratulou-se ainda com o facto de a Autoeuropa estar a utilizar cada vez mais a via férrea para o transporte de viaturas para o Porto de Setúbal, ponto de partida, por via marítima, de grande parte das exportações da fábrica de automóveis de Palmela, o que também contribuiu para aliviar a pressão sobre a estrada de acesso à fábrica.

O diretor-geral da Autoeuropa, Miguel Sanches, que acompanhou o ministro, anunciou que a fábrica deverá aumentar a produção do veículo T-Roc, para corresponder às exigências do mercado, e, simultaneamente, diminuir progressivamente e na proporção inversa a produção dos MPV (Multi-Purpose Vehicle) Volkswagen Sharan e Seat Alhambra.

Miguel Sanches assegurou que a fábrica de Palmela ainda não foi afetada pelos problemas decorrentes do coronavírus Covid-19, apesar de receber componentes de 21 das 250 unidades fabris do grupo Volkswagen na China.

"Neste momento posso dizer que temos as necessidades cobertas a nível de produção e estamos a trabalhar muito próximo com a logística da marca e do grupo, para que não haja interrupções na produção na Autoeuropa", disse o diretor-geral.

Fonte: Notícias ao Minuto



NOTÍCIAS RELACIONADAS
29/06/2020
Web Summit adiada para dezembro. Vai decorrer online e presencialmente [Portugal]
29/06/2020
Medidas do BC liberam até R$ 255,5 bilhões em crédito [Brasil]
29/06/2020
Covid-19. Já há 17 mil empresas turísticas em Portugal com o selo 'Clean & Safe' [Portugal]
29/06/2020
Confiança da indústria tem alta recorde em junho, diz FGV [Brasil]
29/06/2020
Número de “vistos gold” disparou em Maio [Portugal]
29/06/2020
Apesar de dólar alto, brasileiros investem em ativos no exterior [Brasil]