home > notícias

MUNDO

09/03/2020

Biblioteca Nacional vai receber espólio de Sophia de Mello Breyner

Martim Sousa Tavares, neto de Sophia, encontrou documentos por acaso na biblioteca da poeta. Carta a Jorge de Sena esteve escondida durante seis décadas.

Martim Sousa Tavares, neto de Sophia de Mello Breyner, descobriu em 2015 alguns textos inéditos escondidos na biblioteca pessoal da poeta – esses e outros textos serão agora doados à Biblioteca Nacional.

A descoberta aconteceu por acaso: enquanto folheava o livro Levantado do Chão, de José Saramago, Martim encontrou uma dedicatória “belíssima” para a poeta. A partir desse momento, depois de uma análise mais atenta, conseguiu perceber que mais de três centenas de livros possuíam dedicatórias destas, bem como poemas, cartas e traduções inéditas que serão agora doadas à Biblioteca Nacional. Aliás, este espólio foi já objecto de uma exposição no Jardim Botânico do Porto no ano passado.

A Renascença detalha o primeiro achado, a dedicatória de José Saramago, vencedor do Prémio Nobel da Literatura em 1998, à poeta. Na opinião do neto, este gesto do escritor serve para deitar por terra a ideia de que a relação entre as duas figuras da literatura não era a melhor.

“Achei aquilo engraçado, porque como eles eram os dois nomeados para o Prémio Nobel, e ele ganhou, e ela disse sempre que aquilo não lhe interessava, havia esta ideia de que eles não se davam bem e que eram dois autores completamente avessos. E aquela dedicatória deita por terra essa teoria. Eles davam-se muito bem e tinham imenso respeito [um pelo outro]”, explica Martim Sousa Tavares.

Entre os inéditos escondidos durante anos entre as páginas dos cerca de mil livros que compõem a biblioteca pessoal da poeta estão também cartas e poemas. Uma destas, dirigida a Jorge de Sena, não consta do livro publicado com a correspondência trocada entre ambos. De acordo com o neto, a carta foi “passada a limpo e provavelmente apreendida pela PIDE”, estimando-se que este documento tenha estado escondido no livro desde 1961. 

Fonte: https://www.publico.pt/2020/03/05/culturaipsilon/noticia/descobertos-poemas-cartas-traducoes-ineditas-sophia-mello-breyner-1906546Público

 

 



NOTÍCIAS RELACIONADAS
29/06/2020
Henrique Reinaldo Castanheira vence prémio literário UCCLA
29/06/2020
Teatro Maria Matos em Lisboa reabre em 15 de julho
29/06/2020
Prêmio Estação Imagem Coimbra a partir de 5 de julho com oito exposições
29/06/2020
Mostra de Cinema de Tavira celebra 20 anos entre estreias e clássicos
29/06/2020
Museu lança primeira impressão em 3D de um dinossauro português
29/06/2020
Festival de arte e música Fazunchar regressa a Figueiró dos Vinhos