home > notícias

NEGÓCIOS E ECONOMIA

06/04/2020

Mercado livre de eletricidade cresce 2,8% para 5,3 milhões de clientes [Portugal]

O mercado livre de eletricidade cresceu 2,8% em fevereiro, face ao mesmo mês do ano passado, alcançando um número acumulado superior a 5,3 milhões de clientes, mais 10,8 mil do que em janeiro, divulgou hoje o regulador.

De acordo com o Boletim do Mercado Liberalizado de Eletricidade, relativo a fevereiro de 2020, publicado hoje pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE), o número de clientes que trocou de comercializador estando já em regime de mercado liberalizado continuou a ser superior em cerca de 14% aos que deixaram a carteira do comercializador de último recurso (CUR) para contratar um pertencente ao mercado livre.

Na análise da ERSE, este facto consolida "a tendência crescente de mudanças de comercializador no quadro do mercado livre" de eletricidade.

Já em termos de consumo, observou-se um aumento de 61 gigawatt/hora (GWh) face a janeiro deste ano, atingindo os 43.487 GWh no mercado livre, o que representa um acréscimo de 0,1% face ao mês anterior e de 0,2% relativamente ao mesmo período de 2019.

Assim, o consumo no mercado livre representava, em fevereiro, 94,7% do consumo total registado em Portugal continental, adianta o regulador.

"A quase totalidade dos grandes consumidores está já no mercado livre, enquanto a percentagem de domésticos representava em janeiro cerca de 88% do consumo total do segmento, face aos cerca de 86% registados no mês homólogo", acrescenta.

A EDP Comercial manteve a sua posição no mercado como o principal operador em regime livre, tanto em número de clientes (78%), como em consumo (41%).

Face a janeiro, a quota de mercado da EDP Comercial diminuiu 0,2 pontos percentuais em número de clientes, situação que já vem a ocorrer desde fevereiro de 2019.

Também em termos de consumo, a quota daquele comercializador apresentou uma redução de 0,1 pontos relativamente ao mês anterior.

No segmento de clientes industriais, a Endesa manteve, no mês em análise, a sua liderança no segmento, representando 24% da quota de mercado, uma diminuição de 0,1 pontos.

Já o segmento dos grandes consumidores continua a ser liderado pela Iberdrola (26%), que viu a sua quota a aumentar em 0,1 pontos face ao mês anterior.

 

Fonte: Notícias ao Minuto



NOTÍCIAS RELACIONADAS
21/09/2020
Governo deve estender apoio à exportação até Março de 2021 [Portugal]
21/09/2020
Confiança do empresário do comércio tem alta recorde em setembro [Brasil]
21/09/2020
Governo aponta abertura a contributos para Plano de Recuperação [Portugal]
21/09/2020
Abertura de empresas cresce, enquanto fechamento recua em 8 meses [Brasil]
21/09/2020
Governo aprova linha de crédito de 20 milhões para produtores de plantas [Portugal]
21/09/2020
Crédito com juros menores para microempresários movimenta R$ 7 milhões [Brasil]