home > notícias

MUNDO

06/04/2020

Osesp prepara retomada das atividades para julho e lança programação online

A Osesp anunciou nesta sexta (3) seu plano para enfrentar a quarentena gerada pela pandemia de coronavírus. A orquestra está trabalhando para uma retomada entre 90 e 120 dias, o que deve fazer com que a temporada de 2020 aconteça do segundo semestre deste ano até o começo de 2021 .

"Todos os concertos que estavam marcados para março, abril, maio e junho, hipotética e preventivamente, já tem datas para serem apresentados ao longo do segundo semestre, entrando em janeiro e, talvez, fevereiro de 2021", diz o diretor da Osesp, Arthur Nestrovski, em vídeo.

Isso significa que todos os concertos da orquestra programados para 2020 não serão cancelados e devem acontecer, ainda que em outras datas. A temporada tem como tema Ludwig van Beethoven, celebrado este ano por conta dos 250 anos de nascimento.

Em comunicado, a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo disse que as novas datas serão anunciadas assim que houver permissão das autoridades. A orquestra já está parada por três semanas, devido à impossibilidade de se apresentar durante o período de isolamento.

A Fundação Osesp, que também compreende o Coro da Osesp e a Sala São Paulo, aproveitou a oportunidade para anunciar sua programação online. A Sala São Paulo Digital disponibilizará conteúdo online, em suas redes sociais e na recém-criada página do YouTube.

A programação inclui vídeos de acervo com apresentações da Orquestra e do Coro, além de playlists temáticas e outros vídeos documentais, mostrando a rotina de trabalho dos músicos em casa. Também foi criada uma seção especial no site da Osesp.

Os vídeos de acervo com concertos serão publicados às terças, quintas e sábados, e as playlists vão ao ar aos domingos, tudo no YouTube da Osesp. Já os vídeos com as rotinas dos músicos entram no Instagram e Facebook.

A Osesp ainda pretendia transmitir concertos ao vivo e sem público, direto da Sala São Paulo. Mas a série acabou suspensa devido ao avanço da pandemia na cidade de São Paulo.

A única transmissão feita aconteceu no sábado (28), com Emmanuele Baldini apresentando um recital solo, dedicado à memória de Naomi Munakata, ex-regente do Coro da Osesp, que morreu no dia 26 em decorrência da Covid-19.

Fonte: GaúchaZH



NOTÍCIAS RELACIONADAS
06/07/2020
Lançada a primeira exposição digital de Arte Sacra do Brasil
06/07/2020
Canções, contos, filmes? Os desenhos de Manuel Vieira trazem isso tudo dentro deles
06/07/2020
Bienal de São Paulo adia edição deste ano para 2021 por causa da Covid
06/07/2020
Uma mostra para colocar Setúbal no mapa das artes performativas
06/07/2020
Morreu o escritor António Bivar, nome da nova dramaturgia do Brasil
06/07/2020
100 guitarras a tocarem juntas para os 100 anos de Amália