home > notícias

MUNDO

27/04/2020

Óbidos lança Prémio Literário Lusófono. Primeira edição para 2021

A câmara de Óbidos anunciou hoje o lançamento de um prémio literário virado para a literatura lusófona, em parceria com Câmara de Comércio Portugal Moçambique, cuja primeira edição deverá acontecer em 2021.

O Prémio Literário Lusófono "terá como objetivo estimular a produção de obras literárias, na língua de Camões, trazendo à ribalta novos e talentosos escritores", divulgou a câmara de Óbidos, no distrito de Leiria, num comunicado à imprensa.

O prémio lançado em parceria com a Câmara de Comércio Portugal Moçambique irá "premiar os melhores, mostrando a relevância literária e cultural dos territórios (...) desta comunidade", pode ler-se na mesma nota.

A Câmara de Óbidos, através da estratégia Óbidos Vila Literária, tem apostado na promoção da língua e da literatura nacional e internacional, e promovido a participação nos eventos literários (como Folio -- Festival Literário Internacional) de escritores provenientes de quase todos os países de língua oficial portuguesa.

"A associação de Óbidos à Câmara de Comércio é um passo natural", considerou o presidente da autarquia, Humberto Marques, citado no comunicado em que defende que esta e "futuras parcerias neste âmbito contribuirão para estreitar relações entre os países de língua portuguesa".

Em Óbidos, os escritores lusófonos "encontrarão casa e palco para a sua difusão", acrescentou.

Após o estabelecimento da parceria, a autarquia iniciou o procedimento formal de elaboração de um regulamento para o prémio, que terá de ser aprovado em reuniões da Câmara e da Assembleia Municipal, antes de ser publicado em Diário da República.

A previsão da autarquia é que em 2021 seja atribuído o prémio ao vencedor da primeira edição.

Óbidos foi em dezembro de 2015 classificada como Vila Literária, pela organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), passando a fazer parte da rede mundial de Cidades Criativas.

A candidatura assentou no projeto "Vila Literária", desenvolvido desde 2011 em parceria com o responsável da livraria Ler Devagar, José Pinho, e que resultou na abertura de mais de uma dezena de livrarias em locais do concelho, como uma antiga adega, um mercado biológico e uma capela.

Na vila realizam-se anualmente dois festivais literários, o Folio e o Latitudes, este último dedicado à literatura de viagens.

A Câmara de Comércio Portugal Moçambique existe desde 1984 e funciona como uma rede de apoio às empresas que operam ou pretendem fazer negócios em Moçambique e em Portugal.

Fonte: Notícias ao Minuto



NOTÍCIAS RELACIONADAS
06/07/2020
Lançada a primeira exposição digital de Arte Sacra do Brasil
06/07/2020
Canções, contos, filmes? Os desenhos de Manuel Vieira trazem isso tudo dentro deles
06/07/2020
Bienal de São Paulo adia edição deste ano para 2021 por causa da Covid
06/07/2020
Uma mostra para colocar Setúbal no mapa das artes performativas
06/07/2020
Morreu o escritor António Bivar, nome da nova dramaturgia do Brasil
06/07/2020
100 guitarras a tocarem juntas para os 100 anos de Amália