home > notícias

NEGÓCIOS E ECONOMIA

15/06/2020

Programa oferece apoio a empresas no setor de alimentos [Brasil]

Serão selecionadas 15 companhias para participar do projeto

Estão abertas inscrições para o programa Scale up nacional, voltado a oferecer apoio a empresas no ramo de alimentação e bebidas. O público-alvo da iniciativa são empresas que já se estabeleceram no mercado, mas têm potencial de atingir um crescimento rápido, ou “escalar seus negócios”, no jargão da administração empresarial.

O projeto é uma promoção da organização sem fins lucrativos Endeavor e tem patrocínio da Nestlé. Ao todo, serão selecionadas 15 companhias para participar das atividades de qualificação e orientação, visando o que os organizadores chamam de “crescer com consistência”.

Entre as áreas de atuação estão bebidas, alimentos tradicionais, alimentos baseados em plantações, alimentos e bebidas funcionais e suplementares, tecnologia vinculada à alimentação e comércio eletrônico desse segmento.

O programa tem previsão de duração de cinco meses. Serão designados especialistas para aconselhar os representantes de empresas participantes, os chamados “mentores”. Eles discutirão com os empresários formas de vencer desafios diversos, como logística, canais de venda, construção de marca e cultura organizacional.

A Endeavor lida com 235 empresas em 18 programas semelhantes em todo o país. Ela afirma que após o projeto, as firmas experimentam crescimento de até 93% e aumento do número de funcionários de até 23%.

Fonte: Agência Brasil



NOTÍCIAS RELACIONADAS
21/09/2020
Governo deve estender apoio à exportação até Março de 2021 [Portugal]
21/09/2020
Confiança do empresário do comércio tem alta recorde em setembro [Brasil]
21/09/2020
Governo aponta abertura a contributos para Plano de Recuperação [Portugal]
21/09/2020
Abertura de empresas cresce, enquanto fechamento recua em 8 meses [Brasil]
21/09/2020
Governo aprova linha de crédito de 20 milhões para produtores de plantas [Portugal]
21/09/2020
Crédito com juros menores para microempresários movimenta R$ 7 milhões [Brasil]