home > notícias

NEGÓCIOS E ECONOMIA

06/07/2020

Consumo de eletricidade em Portugal recuperou em junho [Portugal]

Consumo teve em junho uma queda de 7,4% em termos homólogos, depois de ter caído 13,2% em maio, informou a REN. Primeiro semestre teve o menor consumo de eletricidade desde 2004

O consumo de eletricidade em Portugal em junho ficou ainda aquém do registado no mesmo mês do ano passado, mas a queda é substancialmente menor do que a que tinha sido registada em maio e em abril, mostram os mais recentes dados da REN - Redes Energéticas Nacionais.

Em junho o consumo de eletricidade teve uma queda homóloga de 7,4%, depois de ter apresentado quedas de 13,2% em maio e de 12% em abril, em comparação com os mesmos meses do ano passado.

Corrigindo os consumos dos efeitos de temperatura e dias úteis, junho teve uma descida, em termos homólogos, de 8,8%.

Segundo dados que a REN facultou ao Expresso, no período de 1 a 30 de junho o país consumiu 3600 gigawatts hora (GWh) de eletricidade, mais 4,5% do que no período de 1 a 30 de maio (não contabilizámos o último dia de maio para a comparação utilizar exatos períodos de 30 dias).

Apesar da recuperação de junho, que terá refletido uma reabertura da economia, o primeiro semestre fechou com um volume de eletricidade consumida 5,1% inferior ao do ano passado, atingindo o mais baixo consumo semestral desde o ano 2004.

Segundo a REN, de janeiro a junho a produção renovável abasteceu 65% do consumo de eletricidade, repartida pela hidroelétrica com 31%, eólica com 24%, biomassa com 7% e fotovoltaica com 2,5%. A produção não renovável abasteceu 29% do consumo, destacando-se o gás natural, já que a produção através de carvão não teve significado. O saldo de trocas com o estrangeiro foi importador e o é equivalente a cerca de 6% do consumo nacional.

Fonte: Expresso

 

 



NOTÍCIAS RELACIONADAS
04/08/2020
Portugal tem primeiro dia sem mortes pelo coronavírus desde março [Portugal]
03/08/2020
Empresas em funcionamento sobem para 99% na 1.ª quinzena de julho [Portugal]
03/08/2020
Home office foi adotado por 46% das empresas durante a pandemia [Brasil]
03/08/2020
Oeiras tem os maiores rendimentos do país [Portugal]
03/08/2020
Banco Central anuncia lançamento da nota de R$ 200 [Brasil]
03/08/2020
Novos empréstimos dos bancos a empresas aumentaram 30% no primeiro semestre [Portugal]