home > notícias

MUNDO

06/07/2020

Museus brasileiros disponibilizam passeios virtuais via streaming e expandem alcance das exposições

Conhecer todos os museus do Brasil é uma missão quase impossível, já que seria
preciso atravessar o país inteiro para conseguir desfrutar do acervo oferecido por cada um. Entretanto, o avanço da tecnologia tem facilitado essa tarefa. Por meio do uso de
streaming, via internet, alguns dos museus brasileiros mais tradicionais estão
disponibilizando visitas virtuais. Apesar de a sensação não ser idêntica à proporcionada
pelo modo usual, essas ações acabam tornando esses locais mais acessíveis e, de certa
forma, democratizam a cultura e a arte.

O Rio de Janeiro foi uma das primeiras cidades a apostar no uso da mencionada
tecnologia para oferecer tours virtuais. O Museu de Arte do Rio, localizado na
tradicional Praça Mauá e inaugurado oficialmente em 2013, disponibilizou online a
exposição
 “O Rio dos Navegantes”. São três galerias com mais de 550 itens que
incluem pinturas, fotografias, objetos, documentos e esculturas. É uma oportunidade
única para quem não mora na cidade e quer conhecer um dos museus mais bonitos
não apenas do estado, mas também do país.

Outra instituição que também entra nessa lista é o Museu de Arte Moderna do Rio, o
famoso MAM Rio. Com mais de 70 anos de história, o local é um dos lugares mais
característicos da cidade, podendo ser visitado a qualquer momento pela internet.
Entre pinturas, fotos e outras obras de arte, são mais de 200 itens disponibilizados. O
curioso é que outros locais da cidade parecem ter se inspirado nas ações dos museus.
Recentemente, o Theatro Municipal do Rio também anunciou uma visita virtual pelo
edifício mais tradicional do centro carioca.

Outras cidades ao redor do país também disponibilizam visitas virtuais. Em São Paulo,
por exemplo, o Museu Afro Brasil e o Museu de Arte de São Paulo, o MASP, dão às
pessoas a opção de fazer um passeio online. O portal Catraca Livre fez uma lista com
diferentes museus
 que disponibilizam tours virtuais, constando entre eles a renomada
Pinacoteca do Estado de São Paulo e o belo Museu Oscar Niemeyer, localizado em
Curitiba.

Qual é a tecnologia por trás dos tours virtuais?

Essas visitas virtuais não acontecem por meio de fotos, como algumas pessoas podem
imaginar. A tecnologia de streaming utilizada pelos portais cria uma experiência online
diferenciada desses lugares, proporcionando uma experiência imersiva e que dá ao
visitante a sensação de estar dentro do museu. Essa transmissão em vídeo ficou
bastante popular, recentemente, por conta do sucesso de plataformas como a Netflix.
O serviço responsável pelo seriado Sintonia , uma das produções nacionais mais
recentes, disponibiliza todo o catálogo por meio de streaming.

Pode parecer complicado, mas esssa tecnologia só precisa de um equipamento
conectado à internet para funcionar, como mostra reportagem feita pelo portal UOL. A
matéria explica que o streaming é uma forma de transmissão instantânea de áudio e
vídeo por meio de dados, realizada via internet. Ou seja, pode se tratar tanto de uma
série gravada como também de uma transmissão ao vivo. Isso abriu um mundo de
possibilidades que acaba permitindo ações como as dos museus e também de outros
setores. Um exemplo que podemos citar é a área da educação, que ganhou muito com
a popularidade dessa tecnologia. A plataforma virtual do Senac RJ , por exemplo,
disponibilizou, apenas neste ano, mais de 20 cursos online via streaming. É possível ter
aulas gratuitas em diferentes áreas, como Gestão, Saúde e Empreendedorismo.
Existem ainda outras plataformas, de empresas privadas, que também disponibilizam
cursos para diferentes áreas.

Já no setor do entretenimento, a chegada do streaming abriu um mundo de
possibilidades. A plataforma de streaming Spotify mudou completamente a indústria
da música, já que a plataforma possui milhares de músicas acessíveis em um mesmo
programa, que pode ser usado tanto pelo computador quanto pelo smartphone. O
setor de cassinos online também é um exemplo das mudanças promovidas por essa
tecnologia, conforme ilustra o site de roleta online Betway Cassino , que utiliza o live
streaming para disponibilizar em tempo real seu serviço de cassino ao vivo. Além do
live streaming, a plataforma utiliza também a tecnologia de alta definição,
proporcionando ao usuário uma experiência imersiva similar à oferecida pelos cassinos
físicos. Os usuários podem, portanto, jogar modalidades como blackjack e roleta como
se estivessem em um cassino de verdade, interagindo em tempo real com o crupiê e
outros jogadores. Os torneios de jogos eletrônicos, também chamados de eSports, são
outro setor que também ganhou força e audiência por meio dos streamings, visto que
suas competições são comumente transmitidas por portais como o Twitch ou até
mesmo o YouTube.

Mais espaço

Assim como acontece com os museus, a tecnologia de streaming também permite a
divulgação de locais e produções com pouco alcance. No mundo do cinema, por
exemplo, existe a plataforma AfroFlix, que tem como regra transmitir produções nacionais que contem com o envolvimento de pessoas negras, seja em termos de
atuação, direção ou produção de roteiro. Já a Spcine Play é um portal que disponibiliza
filmes de mostras e festivais de São Paulo, em uma parceria com a prefeitura da
cidade.

Essa democratização de conteúdo cultural e artístico é bastante importante no Brasil,
visto que o país tem dimensões continentais e que essas tecnologias acabam por
derrubar barreiras e aproximar pessoas. Conhecer um museu no Rio de Janeiro mesmo
morando em Fortaleza, Manaus ou Porto Alegre agora é possível e acessível. Com o
tempo, mais museus e locais importantes devem aderir a essa inovação e abrir espaços
virtuais para que todo mundo conheça um pouco da história de cada canto do país.

Fonte: Diário do Rio

 

 



NOTÍCIAS RELACIONADAS
26/10/2020
Governo português cria estratégia nacional para o património cultural imaterial
26/10/2020
Embaixador João Ribeiro de Almeida nomeado presidente do Instituto Camões
26/10/2020
1º festival drive-in de cinema brasileiro em Portugal com novas datas
26/10/2020
Pesquisadores pedem classificação dos novos achados arqueológicos da Sé de Lisboa
26/10/2020
Sete autores portugueses nomeados para prémio literário sueco ALMA
26/10/2020
Teatro de S. Carlos recupera O Pequeno jardim do Sr. Lacerda