home > notícias

NEGÓCIOS E ECONOMIA

13/07/2020

Novos apoios europeus podem chegar já em 2020 às empresas portuguesas [Portugal]

Promessa foi feita pelo vice-presidente executivo da Comissão Europeia, Valdis Dombrovskis, ao presidente da Confederação Empresarial de Portugal, António Saraiva

As empresas portuguesas podem beneficiar de novos fundos comunitários já este ano de 2020, caso os líderes dos 27 Estados-membros aprovem rapidamente o novo pacote europeu para a recuperação económica, composto pelo orçamento europeu para os próximos sete anos – o Quadro Financeiro Plurianual 2021-2027 – e o novo instrumento de recuperação europeu, o chamado “Next Generation EU”.

Quem o diz é o vice-presidente executivo da Comissão Europeia, Valdis Dombrovskis, em resposta à carta que a Confederação Empresarial de Portugal (CIP) enviou a Bruxelas sublinhando a urgência com que as empresas portuguesas precisam dos apoios europeus.

“Portugal e as empresas portuguesas beneficiarão de um montante substancial de subsídios adicionais, em particular da política de coesão, do Fundo para a Transição Justa e dos subsídios do Mecanismo de Recuperação e Resiliência. Desde que o pacote seja aprovado rapidamente, vários instrumentos podem garantir apoio imediato já em 2020, incluindo o Instrumento de Apoio à Solvência para aumentar o capital de empresas viáveis e o REACT-EU para fornecer suporte adicional e reagir aos desafios desencadeados pela crise através dos programas de coesão já existentes”, lê-se na resposta de Dombrovskis ao presidente CIP, António Saraiva.

É já no final desta semana, a 17 e 18 de julho, que os líderes europeus se reunirão em Bruxelas para discutir o plano de recuperação face à Covid-19 e o novo orçamento europeu.

Em cima da mesa das negociações, poderá estar um envelope de subsídios europeus superior a €35 mil milhões para Portugal, incluindo os tradicionais fundos da política de coesão e os diversos subsídios oriundos do novo instrumento de recuperação “Next Generation EU”.

A CIP tem defendido que a crise pandémica exige uma forte resposta a nível europeu. Por isso, apela aos governantes dos diversos países que aproveitem este Conselho Europeu para aprovarem o plano de recuperação que pode fazer face à maior crise económica dos últimos 100 anos.

Fonte: Expresso

 



NOTÍCIAS RELACIONADAS
19/10/2020
Orçamento: Negócios Estrangeiros com 475 milhões, mais 12% que em 2020 [Portugal]
19/10/2020
Sebrae: negócios que inovaram na pandemia tiveram perdas menores [Brasil]
19/10/2020
Plano de recuperação permitirá o “maior investimento de sempre na habitação”: 4378 milhões [Portugal]
19/10/2020
Atividade econômica tem alta de 1,06% em agosto, diz Banco Central [Brasil]
19/10/2020
Exportações de vinhos portugueses cresceram 8,3% em agosto [Portugal]
19/10/2020
Comércio eletrônico e delivery aumentam consumo de embalagens [Brasil]