home > notícias

MUNDO

05/10/2020

Segunda edição do Rio Jazz Montreux Festival terá transmissão de shows pela internet

Evento será realizado entre os dias 23 e 25 de outubro, em três palcos do Hotel Fairmont, Copacabana, e em outros dois espaços de apresentação, em Los Angeles e Nova York.

Adaptação. Essa foi a palavra chave para que a segunda edição do Rio Montreux Jazz Festival se tornasse realidade.

Da mesma forma como ocorreu com quase todas as atividades no planeta, o festival foi afetado pela chegada da pandemia do novo coronavírus, o que obrigou os organizadores do festival – que será realizado nos dias 23, 24 e 25 deste mês – a pensarem em alternativas. A solução encontrada foi a transmissão gratuita dos espetáculos pelo canal do evento no YouTube.

Os 23 shows do evento serão realizados em cinco palcos. Três estarão no Hotel Fairmont, em Copacabana. Os outros dois, em Los Angeles e Nova York.

"No início do ano, já estávamos com 90% do line-up preparado. Porém, a Covid-19 chegou e fomos forçados a mudar os planos para o festival, que originalmente seria realizado em maio. Precisamos mudar tudo, inclusive cancelando os pré-contratos já assinados. Depois de algumas reuniões, e com o aval da fundação que cuida do festival original, na Suíça, chegamos à conclusão que a alternativa possível era fazer a transmissão dos shows pela internet", explicou o diretor artístico do evento, Marco Mazzola.

A recuperação da indústria de entretenimento também está entre as motivações que levaram à persistência da realização do festival em 2020.

"Sabemos o quanto a Covid-19 prejudicou os profissionais que trabalham com shows e espetáculos. Muitos músicos e técnicos simplesmente pararam de trabalhar desde o início da pandemia. O Rio Montreux Jazz Festival é uma oportunidade de melhorar um pouco esse cenário", argumentou o presidente da Dream Factory, empresa responsável pela organização do evento, Duda Magalhães.

Atrações

Entre as principais atrações do festival estão a cantora americana de soul music, Macy Gray, e as tecladistas Bianca Gismonti e Claudia Castelo Branco com a percussionista Lahn Lahn.

O evento trará a big band Jazzmin’s, umas das maiores orquestras do mundo composta apenas por mulheres, e a artista Anat Cohen, clarinetista israelense uma das responsáveis por popularizar o Choro no mundo.

Também está na escalação o Luísa Mitre Quinteto – comandando pela pianista, compositora e arranjadora Luísa Mitre, junto com Natália Mitre (vibrafone), Marcela Nunes (flauta e composição), Camila Rocha (baixo) e Paulo Fróis (bateria).

Este ano, o Rio Montreux Jazz Festival manterá os encontros – abordagem iniciada na primeira edição do festival, realizada no ano passado.

O público poderá acompanhar apresentações dos guitarristas Stanley Jordan e Diego Figueiredo e também a apresentação em conjunto do pianista Amaro Freitas com o bandolinista Hamilton de Holanda.

Os violonistas Toquinho e Yamandu Costa vão se unir para fazer uma homenagem ao violão brasileiro, executando obras de Paulinho Nogueira e Baden Powell. Já Roberto Menescal e Marcos Valle, dois dos criadores da Bossa Nova, farão uma apresentação instrumental.

Ainda haverá apresentações do Sérgio Dias Jazz Mania, Rio Jazz Orquestra, Milton Nascimento, Samuel Rosa, Sing Harlem e Maria Gadu, além de João Donato.

"Vou levar a mistura de Jazz, Bossa Nova e música caribenha – os elementos de formação mais importantes da minha música. Esse show será especial. Vai ser minha primeira apresentação em sete meses, desde o início da pandemia", afirmou Donato.

 

Programação:

 

Dia 23 de outubro, sexta-feira

  • A Cor do Som: 42 anos de Montreux Jazz Festival;
  • Luísa Mitre Quinteto;
  • Viva Gonzagão! Pipoquinha, Mestrinho e Marcos Suzano;
  • The Sounds Of Roberto Menescal & Marcos Valle;
  • Jazzmin's;
  • João Donato: Bossa, Jazz e Salsa;
  • Macy Gray.

Dia 24 de outubro, sábado

  • Camerata Jovem do Rio de Janeiro: Uma Viagem Pelo Brasil;
  • Som Imaginário: Wagner Tiso, Nivaldo Ornelas, Robertinho Silva, Victor Biglione e Luis Alves;
  • PianOrquestra;
  • Hamilton de Holanda e Amaro Freitas;
  • LUAS: Bianca Gismonti, Claudia Castelo Branco e Lan Lanh;
  • Stanley Jordan e Diego Figueiredo;
  • Orkestra Rumpilezz;
  • Christian Scott aTunde Adjuah.

Dia 25 de outubro, domingo

  • Jaques Morelenbaum CelloSam3aTrio;
  • Jonathan Ferr;
  • Rio Jazz Orchestra;
  • Anat Cohen and Friends;
  • Sérgio Dias Jazz Mania;
  • Toquinho e Yamandu Costa;
  • Milton Nascimento - Os Sonhos Não Envelhecem - Guests: Sing Harlem, Samuel Rosa e Maria Gadu;
  • Funk Orquestra.

Fontes: G1

 

 

 



NOTÍCIAS RELACIONADAS
19/10/2020
Museu de Arte Antiga mostra inédito de Almada Negreiros
19/10/2020
Museu da Imigração reabre ao público com nova instalação relacionada à pandemia
19/10/2020
Lisboa recebe terceira Mostra de Cinema do Brasil, este ano em drive-in
19/10/2020
Pinacoteca reabre hoje com exposição de dupla de artistas brasileiros
19/10/2020
Exposição da fotógrafa Paz Errázuriz pode ser vista em SP
19/10/2020
Festa do Fado estende-se por três fins de semana de outubro e novembro