home > notícias

MUNDO

26/10/2020

Curta-metragem Elo, de Alexandra Ramires premiada no Festival de Chicago

O filme 'Elo', de Alexandra Ramires, venceu o prémio principal da competição de curtas-metragens de animação do 56.º Festival Internacional de Cinema de Chicago, que termina hoje nos Estados Unidos, anunciou a organização.

Segundo informação disponível no 'site' oficial do festival, "Elo" venceu o Hugo de Ouro na competição de curtas-metragens de animação.

"Uma bela paleta invertida de preto e branco atrai-nos imediatamente e uma grande quantidade de silêncio mantém-nos lá", afirmou o júri sobre o filme, ao qual diz ter atribuído a distinção "pela sua fusão perfeita de beleza e horror".

A curta "Elo", coproduzida pela portuguesa Bando à Parte e pela francesa Providences, foi, de acordo com a Agência da Curta-Metragem, "animada a partir de desenhos em grafite e pó de grafite" e "explora o encontro de duas personagens que procuram adaptar-se na tentativa de se encaixarem em padrões instituídos."

"Elo", que esteve em competição no Festival de Cinema de Toronto e foi premiado no Curtas de Vila do Conde e no festival Animatou, na Suíça, é o primeiro filme que Alexandra Ramires assina sozinha, depois de ter correalizado, com Laura Gonçalves, "Água More".

O 56.º Festival Internacional de Cinema de Chicago começou no dia 14 de outubro e, devido à pandemia da covid-19, decorreu num formato presencial e 'online'.

A lista de vencedores desta edição inclui também um filme brasileiro, "Casa de Antiguidades", que valeu ao realizador, João Paulo Miranda Maria, o prémio Rogert Ebert da competição de Novos Realizadores.

Fonte: Notícias ao Minuto

 



NOTÍCIAS RELACIONADAS
22/02/2021
Lima Duarte celebra 'Bem-Amado' e diz que Zeca Diabo continua no imaginário popular
22/02/2021
Museu de arte e educação de Siza e Castanheira é um dos Edifícios do Ano do ArchDaily
22/02/2021
As audio-coreografias para olhos fechados de Sara Anjo
22/02/2021
Exposição Degas - MASP
22/02/2021
Filipe Pinto faz canção e filme inspirados na "autenticidade" dos Açores
22/02/2021
Celebração do auge de Pelé, documentário na Netflix também expõe o Rei