home > notícias

MUNDO

01/12/2020

Adufeiras de Monsanto atuam em espetáculo no Teatro Nacional São João

As Adufeiras de Monsanto vão participar no espetáculo "talvez... Monsanto", da autoria de Ricardo Pais, que vai ser apresentado nos dias 03, 04 e 05 de dezembro, no Teatro Nacional São João, no Porto, foi hoje anunciado.

Em comunicado enviado à agência Lusa, o município de Idanha-a-Nova, no distrito de Castelo Branco, explica que o espetáculo, de autoria de Ricardo Pais, nasceu de uma expedição que este encenador, o percussionista Rui Silva e o compositor e guitarrista Miguel Amaral fizeram a Monsanto.

"As matérias ancestrais são reconfiguradas neste espetáculo por músicas e linguagens de cena mais urbanas, como o fado e o vídeo. "talvez... Monsanto" constrói-se, então, como um ritual, em que se sai e entra da palavra dita ou cantada, da música e, sobretudo, dos ritmos e percussões", lê-se na nota.

As Adufeiras de Monsanto vão estar em palco, a representar a marca Idanha - Cidade Criativa da Música da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura).

Trata-se de um grupo cujo repertório se baseia no cancioneiro popular desta aldeia do concelho de Idanha-a-Nova, no distrito de Castelo Branco.

As suas atuações distinguem-se pela beleza dos seus trajes, réplicas de vestes antigas, e pela genuinidade dos cantares e do tocar do adufe, que, ainda hoje, é tocado apenas por mulheres, constituindo representações das tradições milenares de Monsanto, que desde 1938 é considerada a "Aldeia Mais Portuguesa de Portugal".

Atualmente composto por seis elementos, a formação original das Adufeiras de Monsanto nasceu em 1997, quando Amélia Mendonça e Laura Pedro foram desafiadas pela etnomusicóloga Salwa Castelo Branco e pelo encenador Ricardo Pais a reunir um grupo de mulheres monsantinas.

Na altura, integraram o elenco do espetáculo "Raízes Rurais, Paixões Urbanas", com direção cénica do próprio Ricardo Pais e que contou com a participação, entre outros, de Maria João e Mário Laginha, numa coprodução do Teatro Nacional de São João, no Porto, e da Cité de la Musique, em Paris.

Desde então, têm atuado em Portugal e no estrangeiro, participado em espetáculos e discos de grandes nomes da música portuguesa, e editaram dois CD nos quais registaram parte significativa do cancioneiro musical monsantino, para memória futura.

Fonte: Notícias ao Minuto

 



NOTÍCIAS RELACIONADAS
12/04/2021
Portugal entre os que produziram mais horas de ficção audiovisual na UE
12/04/2021
Porto lança novo site Cultura em Expansão com espetáculos online
12/04/2021
Direção do Património regista vestígios de arte rupestre em Vila Real
12/04/2021
Museu Nacional de Arqueologia inaugura hoje 'Ídolos - Olhares Milenares'
12/04/2021
Exposição de Tamara Alves é inaugurada dia 15 na Amadora
12/04/2021
Instalação de Louboutin na abertura em Grândola de núcleo museológico