home > notícias

NEGÓCIOS E ECONOMIA

07/12/2020

Compras online cresceram 10% na black friday [Portugal]

As compras 'online' cresceram 10% este ano no dia 'Black Friday', que foi em 27 de novembro, em valor total, em termos homólogos, segundo dados da SIBS enviados à Lusa.

A empresa, que gere o Multibanco e terminais de pagamento nas lojas, concluiu que as "compras 'online' estão a ganhar cada vez mais relevo no total de compras - uma tendência que já se vinha a verificar, sobretudo no contexto atual de pandemia -, sendo que no dia da 'Black Friday', 27 de novembro, o 'e-commerce' registou um aumento de 10% no valor total, em euros, em comparação com 2019", referiu a SIBS, numa nota.

A SIBS adiantou que "outro indicador que confirma este crescimento é o peso que as compras neste canal (em euros) ganharam no total das compras, que subiu de 13% na 'Black Friday' de 2019 para 16% em 2020", disse a empresa.

Foram realizadas neste dia 4,8 milhões de compras em loja, com um valor médio de 43 euros, e 815 mil compras em 'e-commerce', com um valor médio de 50 euros, indicou a empresa.
Ainda assim, em comparação com o ano passado, registou-se uma redução de 11% no valor total de compras, "uma quebra que ficou a dever-se a uma diminuição no valor das transações em loja, com -14% face a 2019".

A SIBS fez ainda os cálculos para a semana de 23 a 30 de novembro, concluindo que houve uma diminuição de 11% "no valor total de compras, comparativamente à semana da 'Black Friday' de 2019" com "-16% no valor total das compras em loja e +27% nas compras online, que registaram ao longo de toda a semana uma variação positiva".

A SIBS destacou ainda o aumento dos pagamentos com telemóvel, apontando a "crescente e significativa utilização do MB Way como método de pagamento na Black Friday 2020 face a 2019: aumentou 5,7 vezes nas compras físicas e 3 vezes nas compras online".

De acordo com a SIBS, no dia 27 de novembro, os setores 'Jogos, Brinquedos e Puericultura', 'Perfumaria e Cosmética' e 'Moda e Acessórios' foram os vencedores nas compras da 'Black Friday'.

"Por outro lado, nas compras em loja, os setores de 'Supers, Hipermercados, Pequena distribuição alimentar' e 'Bebida e Tabaco' perderam preponderância nesse dia face à média do mês, passando de 48% do total de compras em novembro à data, para 44% na 'Black Friday'", de acordo com a empresa.

"Esta tendência verificou-se também no 'e-commerce', com os setores com maior peso -- 'Entretenimento, cultura a subscrições', 'Comércio Alimentar e Retalho' e 'Restauração, Food delivery e Takeaway'" a representarem "nessa sexta-feira apenas 34% do total de compras, quando a média do mês estava nos 41%".

A SIBS revelou ainda que, no dia da Black Friday, o pico de compras ocorreu cerca das 18:00, quando se registaram 119 compras por segundo.

Fonte: Expresso



NOTÍCIAS RELACIONADAS
18/01/2021
Procura de moradias cresce 34% [Portugal]
18/01/2021
Produção agropecuária de 2020 alcança R$ 871 bilhões [Brasil]
18/01/2021
Apoio às rendas comerciais vai sair do papel: dinheiro chega às empresas em fevereiro [Portugal]
18/01/2021
Conab estima colheita de 264,8 milhões de toneladas de grãos [Brasil]
18/01/2021
Covid-19: Apoio à redução da atividade pode ser pedido entre 01 e 10 de fevereiro [Portugal]
18/01/2021
IBGE: setor de serviço sobe 2,6% em novembro, sexta alta consecutiva [Brasil]