home > notícias

NEGÓCIOS E ECONOMIA

08/03/2021

Cerâmica quer melhorar competitividade e apostar na internacionalização [Portugal]

Este é um dos objetivos do projeto INTERCER - Promoção da Internacionalização da Cerâmica Portuguesa", promovido pela APICER e que será tema de um seminário 'online' que decorrerá na quinta-feira.

Iniciado em 24 de dezembro de 2020, o projeto será desenvolvido até 23 de dezembro de 2022, foi aprovado com um investimento elegível de 930.978 euros e é cofinanciado pelo FEDER, no âmbito do COMPETE 2020 - Programa Operacional Competitividade Internacionalização.

O projeto "visa mudar a perceção que os mercados têm da cerâmica portuguesa, nomeadamente dos subsetores da cerâmica utilitária e decorativa e pavimentos e revestimentos cerâmicos. Para tal, pretende definir e comunicar um novo posicionamento para a cerâmica 'made in Portugal', por forma a melhorar a competitividade da cerâmica portuguesa", afirmou José Luís Sequeira.

O presidente da APICER adiantou que os mercados alvo são, para o subsetor da cerâmica utilitária e decorativa, os Estados Unidos, Alemanha, França e Itália e, para o subsetor dos pavimentos e revestimentos cerâmicos, os EUA, Alemanha e França.

O projeto visa também, segundo José Luís Sequeira, "melhorar a comunicação e a imagem do setor, essencialmente nos mercados internacionais", "aumentar a perceção da qualidade percebida dos produtos nos mercados internacionais, através de um conjunto de ações e suportes de comunicação" e "reforçar a visibilidade internacional da oferta do setor".

Num ano marcado pela pandemia de covid-19 e pela "adoção de medidas de forte restrição à atividade económica e social", o presidente da associação destacou o desempenho das exportações de cerâmica em 2020, "menos desfavorável do que o verificado para o conjunto das exportações nacionais de bens", registando uma queda de 6,4% para um total de 662,26 milhões de euros.

"A cerâmica portuguesa continua a destacar-se pela sua contribuição positiva para a balança comercial portuguesa (474,5 milhões de euros em 2020), atingindo uma taxa de cobertura das importações pelas exportações que ascendeu a 352,7%", destacou José Luís Sequeira, acrescentando que, no ano passado, as exportações de produtos cerâmicos chegaram a 160 mercados internacionais.

A indústria cerâmica portuguesa é composta por 1.139 empresas, das quais 454 sociedades e 685 empresas individuais, segundo os últimos dados publicados pelo INE e referentes ao ano de 2019.

O volume de negócios obtido ascendeu a 1.174,2 milhões de euros, dos quais 65,8% diz respeito aos subsetores da cerâmica utilitária e decorativa e pavimentos e revestimentos cerâmicos.

O emprego do setor corresponde a 18.375 trabalhadores, o número médio de trabalhadores por empresa é de 16,2, sendo que 16 empresas empregam 250 ou mais trabalhadores.

Fonte: Notícias ao Minuto



NOTÍCIAS RELACIONADAS
05/04/2021
Portugal bate recorde de exportação de gás natural em Março [Portugal]
05/04/2021
Balança comercial tem superávit de US$ 1,482 bilhão em março [Brasil]
05/04/2021
Portugal sobe 13 lugares na paridade homens-mulheres, em ano de regressão mundial [Portugal]
05/04/2021
Governo faz semana de leilões com expectativa de retorno de R$ 10 bi [Brasil]
05/04/2021
Portugal tem um reforço de 500 milhões de euros para seguros de crédito [Portugal]
05/04/2021
BC libera oficialmente transferências bancárias pelo WhatsApp [Brasil]