home > notícias

MUNDO

06/04/2021

Portugal bate recorde de exportação de gás natural em Março [Portugal]

No primeiro trimestre, 79% da energia eléctrica consumida foi renovável. Carvão pesou menos de 2%.

Com o consumo de gás natural em queda em Portugal, o Sistema Nacional de Gás atingiu em Março “um novo máximo mensal de exportação”, atingindo os 828 Gigawatts hora (GWh), face aos 505 GWh alcançados em Abril de 2020, revelou a REN esta quinta-feira.

Neste período em que o sistema nacional foi abastecido fundamentalmente por navio a partir do terminal de gás natural liquefeito (GNL) de Sines também se atingiu o maior valor diário de exportação de sempre no dia 24, de 47,7 GWh, que comparam com o anterior máximo de 42 GWh registado a 21 de Janeiro de 2020.

Quanto ao consumo, caiu 6,2% face a Março de 2020, devido à “quebra no segmento de produção de energia eléctrica”, que foi de 23%, motivada por maior disponibilidade de energia proveniente de fontes renováveis, adiantou a REN, que gere os sistemas de electricidade e gás natural.

No final do primeiro trimestre deste ano, “o consumo acumulado anual de gás natural registou uma variação negativa de 14%, com um crescimento de 1,6% no segmento convencional e uma contracção de 45% no segmento de produção de energia eléctrica”.

Quanto ao consumo de energia eléctrica, caiu 1,7% em Março, ou 2,2% com correcção de temperatura e número de dias úteis. A evolução trimestral “é igualmente negativa, com um recuo de 0,5%”, ou de 1,6% se corrigidos os efeitos de temperatura e calendário.

O índice de produtibilidade hidroeléctrica ficou muito próximo do valor médio, com 1,03 (média histórica igual a 1). Já na produção eólica, as condições foram “particularmente desfavoráveis” e o índice ficou abaixo da média histórica, recuando para 0,80.

“A produção renovável abasteceu 78% do consumo (incluindo saldo exportador) e a não renovável os restantes 22%”, em Março, tendo-se verificado um saldo de trocas com o estrangeiro “praticamente nulo”.

Considerando o período entre Janeiro e Março, a produção renovável abasteceu 79% do consumo (incluindo saldo exportador). A hidroeléctrica teve um peso de 42%, e a eólica, biomassa e fotovoltaica tiveram contributos de 29%, 6% e 2%, respectivamente.

“A fotovoltaica, embora sem ter ainda uma quota muito significativa, continua a crescer atingindo este mês, no dia 21, a maior ponta de sempre”, destaca a REN.

A produção não renovável, fundamentalmente a partir de gás natural, abasteceu os restantes 21% do consumo no primeiro trimestre, com o carvão a pesar “menos de 2%”.

O saldo de trocas com o estrangeiro foi exportador e “equivaleu a cerca de 4% do consumo nacional”.

Fonte: Público

 



NOTÍCIAS RELACIONADAS
07/04/2021
Portugal bate EUA e se torna favorito dos brasileiros que querem trabalhar no exterior
05/04/2021
Lisboa é a segunda cidade mais saudável do mundo para a vida familiar
05/04/2021
Lisboa é a segunda cidade mais saudável do mundo para a vida familiar
05/04/2021
Portugal é país convidado da Feira do Livro de Leipzig em 2022
05/04/2021
Presidente dá luz verde a diploma sobre espetáculos que prevê realização de “eventos teste”
05/04/2021
Francisco Calheiros reeleito presidente da Confederação do Turismo de Portugal