home > associados

ASSOCIADOS

EDP NO BRASIL

Com quase 25 anos de atuação no Brasil, a EDP vale hoje mais de R$ 10 bilhões, três vezes mais do que em 2005 quando abriu seu capital na Bolsa de Valores. A Companhia tem mais de 10 mil colaboradores diretos e terceirizados e é uma das maiores empresas privadas do setor elétrico nacional a operar em toda a cadeia de valor (Geração, Transmissão, Distribuição, Comercialização e Serviços de Energia), com presença em 11 estados: Amapá, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins. Já nos negócios de Comercialização e Serviços de Energia, atua em todo o território nacional.

No segmento de Geração é o 5º maior grupo privado do setor, com capacidade instalada de 2,9 GW, composta principalmente por fontes de energia limpa (75%). O portfólio conta com seis unidades de geração hidrelétrica e uma termelétrica. Com uma metodologia própria para o gerenciamento e fiscalização dos projetos, a Empresa é reconhecida pela sua capacidade de execução devido à antecipação da operação comercial de três geradoras: Usina Santo Antônio do Jari (2015), Usina Cachoeira Caldeirão (2017) e Usina São Manoel (2018).

A Companhia é a 6º maior em Distribuição, atendendo cerca de 3,5 milhões de clientes em suas áreas de concessão – 28 municípios de São Paulo, nas regiões do Alto Tietê, Vale do Paraíba e Litoral Norte paulista (1,9 milhão de clientes), e em 70 cidades do Espírito Santo (1,6 milhão). Em 2018, as duas concessionárias distribuíram 25 TWh de energia para seus consumidores.

Em 2018, a EDP concluiu a Oferta Pública Voluntária (OPA Voluntária) para ampliar sua participação na CELESC - Centrais Elétricas de Santa Catarina. Com o lote de ações, preferenciais e ordinárias, adquiridas da Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil - Previ, a EDP conta hoje com um total de 23,56% de participação, tornando-se a maior acionista da distribuidora catarinense.

Em 2016, a Companhia consolidou-se no segmento de Transmissão com a aquisição de cinco empreendimentos nos estados do Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, Santa Catarina e São Paulo. Em dezembro de 2018, a Linha de Transmissão do Espírito Santo entrou em operação com 20 meses de antecipação frente ao cronograma estabelecido no contrato de concessão com a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

A unidade de Comercialização da Empresa fechou o último ano como a 4ª maior Comercializadora privada brasileira em volume de energia vendida, alcançando a marca de 18,1 mil GWh.

As unidades de negócio de Eficiência Energética e Solar têm como foco a implantação de projetos e serviços para práticas sustentáveis, que aportem valor ao negócio dos clientes corporativos. Entre 2017 e 2018, a Companhia negociou 15 projetos de energia solar com aproximadamente 25 MWp de capacidade contratada. Para 2019, a previsão é investir R$ 100 milhões, o suficiente para ampliar a capacidade instalada da Companhia em cerca de 30 MWp.

No âmbito da inovação, a Companhia inaugurou, em julho de 2018, um dos maiores corredores elétricos da América Latina, com 430 quilômetros entre São Paulo e Rio de Janeiro. Com investimento de R$ 1 milhão, feito em parceria com o BMW Group Brasil, foram instaladas seis estações de recarga ao longo da rodovia Presidente Dutra, possibilitando, pela primeira vez, fazer viagens entre as duas capitais em veículo elétrico, com total autonomia.

Maior grupo português em operação no Brasil, a EDP destacou-se pela liderança na agenda de transformação digital por ser a primeira empresa do setor elétrico a desenvolver a robotização de processos. A Empresa é subscritora e fundadora, ao lado de EY, Korn Ferry e FIAP, do Pacto Empresarial Brasileiro pela Digitalização Humanizada do Trabalho e, em 2017, tornou-se uma das criadoras do Movimento Brasil Digital.

Por meio do seu Instituto, a EDP Brasil desenvolve uma série de projetos culturais e sociais para contribuir com o desenvolvimento das regiões onde está presente. Nos últimos 10 anos, investiu R$ 100 milhões em 400 projetos socioculturais, que beneficiaram cerca de três milhões de pessoas em todo o País. O Instituto EDP tem como responsabilidade estruturar os investimentos e as iniciativas sociais da EDP em frentes ligadas à valorização da Língua Portuguesa, à educação, ao desenvolvimento local com geração de renda, ao empreendedorismo e ao voluntariado, por meio do esporte, cultura e saúde.  

A EDP Brasil é controlada pela EDP Energias de Portugal, maior grupo industrial português e uma das maiores operadoras europeias do setor elétrico, com atuação em 16 países. A EDP Brasil representa 20% do EBITDA do Grupo.