background image
A língua portuguesa deverá ser o
segundo idioma mais falado no con-
tinente africano até 2050, por motivos
políticos e econômicos. A afirmação é
do lingüista e escritor David Graddol.
Ao participar da reunião "Promo-
ção da Língua Portuguesa no Mundo",
realizado em novembro na Fundação
Luso-Americana para o Desenvol-
vimento (Flad), em Lisboa, Graddol
divulgou uma estimativa sobre a evo-
lução de várias línguas maternas até
2050 e disse que o português terá um
"crescimento rápido".
Além da língua portuguesa, o
Português deverá ser
segunda língua na áfriCa
espanhol, o inglês, o chinês e o árabe
também vão apresentar franco cresci-
mento. David Graddol afirmou ainda
que "o nível cultural ainda é importan-
te" na promoção das línguas.
Falando também na reunião,
o especialista em línguas Nicholas
Ostler disse que existem atualmente
16,7 falantes de língua portuguesa
no Brasil para cada português em
Portugal. Ostler afirmou que o portu-
guês está em sexto lugar na lista das
línguas mais faladas por população.
Desta forma, o português se coloca à
frente do alemão, francês e japonês,
e atrás do espanhol e russo.
"Apesar destes números, o por-
tuguês não está bem colocado para
competir como uma língua mundial de
comunicação ampla. Fora da Europa
está desequilibrada, muito localizada
nas Américas, com pequenas popula-
ções falantes em Angola, Moçambique
e Goa e menor ainda no Timor Leste",
afirmou o acadêmico britânico.
A reunião "Promoção da Língua
Portuguesa no Mundo" foi promovida
pela Flad para debater as vantagens
para Portugal da promoção da língua
e da cultura portuguesa.